Você já se sentiu mal por bater no ombro dos seus amigos, de não alcançar a prateleira de cima, ser alvo das piadas sobre baixinhos como “pouca sombra” “Toquinho”, entre outras, feitas pelos mais altos na adolescência e, às vezes, até depois dela. Se você é de estatura baixa com certeza já passou por momentos do tipo e desejou fazer parte do grupo dos altos, mas estudos realizados recentemente somaram um ponto a mais para o lado dos baixinhos, podendo fazer você sentir orgulho de sua estatura.

Pois chegou a hora da vingança. Segundo pesquisadores, os #homens baixos são mais fiéis e fazem mais sexo que os grandalhões.

Segundo pesquisadores da Universidade de Nova York, depois de coletar dados de 5 mil famílias por 50 anos, chegaram à conclusão de que homens mais baixos são pessoas mais fiéis em seus relacionamentos, além de possuírem uma renda maior, ajudam nas tarefas domésticas e são mais capazes de deixar suas parceiras felizes.

Publicidade
Publicidade

O estudo

Os cientistas do projeto, Conley e Weitzman, usaram dados coletados ao longo de 50 anos pela Universidade de Michigan com aproximadamente 5 mil famílias. Para o estudo foram usados mais de 3 mil casais heterossexuais, classificados em homens de 23 a 45 anos para tentar determinar se altura do homem influência no #Relacionamento do casal.

Foram separados homens que eram de 20 centímetros mais baixos que suas esposas a 60 centímetros mais altos que elas, e eles foram divididos em dois grupos, os baixos tinham 1,70m e os altos, 1,85m.

Resultados da pesquisa

Foi descoberto que os homens baixos, com cerca de 1,70m ou menos, possuem 32% menos chance de se divorciar, apesar de que, se comparado aos altos, se casam menos. Segundo Weitzman, isso acontece porque os baixinhos podem ter mais dificuldade de se casar, já que, na preferência das #mulheres, os baixinhos perdem para os altos no quesito.

Publicidade

O estudo mostra que os homens mais baixos ajudam mais nas tarefas domésticas do que os altos. Os mais baixos chegam a trabalhar em casa durante 8 horas e 28 minutos por semana, comparado aos altos, que ajudam cerca de 7 horas e 38 minutos.

E outro ponto positivo em ser baixom segundo a ciência, veio de uma publicação do Journal of Sexual Medicine, que revelou que os homens baixos fazem sexo com mais frequência do que a média masculina.