Os objetos fazem parte de nosso cotidiano. Muitos deles são indispensáveis para nosso bem-estar e comodidade. Muitas vezes, empresas e fábricas projetam alguns objetos pensando diretamente na sua utilidade e acabam criando conceitos incríveis para nosso dia a dia.

Com certeza, em alguma parte de sua vida, você olhou para um objeto e imaginou como seria se ele tivesse vontade própria. Apesar de estranho, isso pode ter uma finalidade bem interessante.

O artista Guilherme Bandeira, conhecido por alguns projetos como “Razão vs Coração” e “Objetos InAnimados”, resolveu demostrar isso através de algumas ilustrações fantásticas, que mostram como seria se alguns objetos de nosso cotidiano se tivessem vida.

Publicidade
Publicidade

1 – O primeiro mostra uma coisa bastante comum, tirar foto de comida para postar nas redes sociais. O artista conseguiu demonstrar perfeitamente como seria de a comida, mudasse de lugar com o humano.

2 – Todos se lembram da companha publicitária da Coca-Cola, onde as latinhas levavam os nomes mais comuns entre os brasileiros. Nessa ilustração, é possível ver como seria conversa de uma latinha de Coca-Cola e uma caneca.

3 – Está com calor? Não tem problema. O pinguim de geladeira pode te dar uma forcinha.

4 – Ou até mesmo quando a dentadura pede socorro à escova.

Publicidade

5 – Quando as frutas estão preocupadas em saber o que realmente está acontecendo com o liquidificador.

6 – Esse trocadilho ficou perfeito!

7 – Quando os óculos 3D começam e enxergar coisas.

8 – O desemprego está tão grande que pegou até o “MSN” de jeito.

9 – Quando a bala de menta fica bêbada, querendo fazer coisas que não deveria.

10 – Nada mais lindo do que a amizade de duas metades que se completam.

11 – Quando a câmera fotográfica vê o que não deveria.

Publicidade

12 – Quando a meia se separa de seu par.

13 – Quem já teve um desses sabe como é.

14 – Quando o “humano” assalta a geladeira à noite.

15 – Quem nunca se arrepiou ao ver uma agulha não é mesmo?

16 – Quando o domingo resolve atrasar um pouquinho.

17 – Nem mesmo o ENEM ficou fora da brincadeira. Resta saber o motivo de tantas pessoas duvidarem dele não é mesmo?

#Curiosidade #Curiosidades #Arte