A mentira e os boatos podem levar a desastres irreversíveis, punindo inocentes e destruindo a reputação de pessoas bem intencionadas. Seja por ódio, guerra, ignorância ou ganância, a mentira já causou e ainda causa desastres de proporções aterrorizantes.

1 - O SANGUE DAS CRIANÇAS TEM PODER

Em 1795, o rei da França Luis XV foi acusado de ser o responsável pelo desaparecimento de um grande número de crianças na cidade de Paris. A história tornou-se um escândalo, pois acreditava-se que o rei usava o sangue das crianças para banhar-se em busca da cura para a lepra, doença hoje conhecida como hanseníase. O fato é que os responsáveis pelo sumiço das crianças eram os policiais que recebiam para “limpar as ruas da cidade”.

Publicidade
Publicidade

2 - CORRAM QUE UM TERREMOTO VEM AÍ!

Em 1761, depois de dois pequenos tremores na cidade de Londres, os moradores ficaram aterrorizados quando os videntes da época disseram que era apenas o início do fim, pois um terrível terremoto estava por vir. Resultado: o pânico se instaurou, muitos habitantes fugiram com medo da destruição, mas, no final das contas, nada aconteceu.

3 - JUDEUS ACUSADOS DE ENVENAMENTO DE POÇOS ARTESIANOS

Durante o século XIV, quando a peste negra assolou a Europa, surgiu o boato de que o demônio estaria protegendo os judeus de morrerem em decorrência da peste. Acreditava-se num pacto: em troca da vida, os judeus teriam que envenenar os poços artesianos dos cristãos.

Publicidade

O boato gerou uma perseguição religiosa, que resultou em 5 mil judeus queimados vivos, acusados de uma coisa que nunca aconteceu.

4­­­­­­­­­­­ - CHICLETE DO CAPETA

Imagine nas mesquitas do Egito alto-falantes anunciando: não masquem os chicletes “Aroma e Splay”, são drogas do capeta! Esse fato aconteceu no Egito em 1996; os parlamentares do país juravam de pés juntos que Israel estava secretamente implantando chicletes afrodisíacos para que os universitários praticassem grandes orgias, corrompendo a juventude egípcia.

No ano seguinte, os chicletes do capeta foram parar na Faixa de Gaza, mas o boato era outro, as mulheres que mascassem os chicletes se transformariam em prostitutas de forma instantânea, elas corriam dos chicletes.

5 - DECAPITADOR DE CABEÇAS

A Indonésia e os seus casos de superstições macabras. Em várias épocas, acreditava-se que, para se obter sucesso durante a empreitada de grandes construções, era necessário oferecer cabeças humanas.

Publicidade

Surgiram rumores de que um “caçador de cabeças” estaria à solta para decapitar pessoas em prol da construção de um cais. A história se repetiu em décadas diferentes, deixando a população com medo de sair de casa e perder a cabeça.

6 - NÃO É CRISE, É SÓ FEITIÇARIA

Caso macabro na Indonésia: em 1998, o país enfrentava uma forte crise e surgiram boatos na zona rural de que a crise econômica do país era culpa dos feiticeiros do passado, gerando uma carnificina na qual várias pessoas consideradas curandeiras foram mortas devido a ideia de que o país se recuperaria da crise. Porém, esse método parece não ter sido muito eficaz.

#Bizarro #populares #Curiosidades