A interminável discussão se existe ou não vida inteligente fora da Terra ganhou, nesta semana, mais um capítulo importante. Um vídeo, disponibilizado no Youtube, mostra, durante uma transmissão ao vivo, feita da Estação Espacial Internacional, um astronauta tentando encobrir a lente da câmera para que ela não capte as imagens de um objeto voador não-identificado.

O vídeo rapidamente reacendeu a discussão sobre o tema e sobre como a NASA, órgão do governo americano responsável pelos programas espaciais, tem sistematicamente acobertado avistamentos e gravações de #Ovni’s. São inúmeros casos e vídeos em que se pode claramente identificar objetos que não se assemelham a nenhum equipamento produzido na Terra e, em um caso mais recente, em novembro do ano passado, um vídeo chegou a ser retirado do site da agência, de maneira suspeita e injustificada.

Publicidade
Publicidade

Tema é fonte de discussão e de teorias

Muitas pessoas relatam ter visto objetos voadores não identificados e os canais no Youtube dedicados à ufologia têm milhões de seguidores em todo o mundo. Os entusiastas desses fenômenos são categóricos em afirmar que não estamos sozinhos no Universo e que as agências governamentais de todo o mundo se esforçam em esconder a verdade. Em uma busca rápida pela internet, é possível encontrar uma enorme quantidade de material sobre o assunto, com vídeos e documentários bem verossímeis e relatos convincentes.

Em contrapartida, os céticos acreditam que a totalidade desses fenômenos tem explicação científica, como lixo espacial, reflexos luminosos e outros eventos físicos, que podem ser facilmente explicados à luz da ciência. No caso desse episódio recente, em que o astronauta parece tentar bloquear a filmagem de algo não identificado, como sempre, as reações foram as mais diversas e a repercussão, imediata, com discussões acaloradas de ambos os lados.

Publicidade

Por enquanto, segue a dúvida e, enquanto não se tem uma resposta definitiva, cada um acredita naquilo que achar mais convincente.Veja o vídeo do ocorrido abaixo:

#Nasa