Quando o assunto é ciúme, logo pensamos naquelas pessoas chatas e pegajosas, mas nem sempre ser uma pessoa ciumenta indica esse tipo de comportamento. Muitas pessoas ciumentas são aquelas que carregam um grande medo de perder o seu grande amor, medo de não estarem à altura do seu companheiro, temem que a infidelidade faça parte de seu relacionamento, medo de que um dia seu par possa lhe deixar, demonstrando uma grande falta de confiança e autoestima.

Esse tipo de mulher precisa ser definitivamente compreendida e ajudada da maneira certa, porque, no final de tudo isso, essas mulheres são aquelas que amam profundamente e que estão altamente ligadas aos seus companheiros, por isso, é importante valorizá-las e oferecer os sentimentos que elas buscam receber de seus amados homens.

Publicidade
Publicidade

Poucos sabem que nosso nome pode ser algo poderoso na hora de revelar coisas escondidas em nossa personalidade, assim como esse nosso lado extremamente ciumento. E foi isso que mostrou um estudo realizado pela Scientific American e organizado pela psicóloga Christine Nicholson. A pesquisa estudou o comportamento de aproximadamente 50 mil homens, que tinham companheiras com os seguintes nomes:

  • Bruna
  • Aline
  • Francisca
  • Luana
  • Patrícia
  • Fernanda
  • Laura
  • Vanessa
  • Sofia
  • Gabriela
  • Carolina
  • Valeria
  • Mariana
  • Beatriz
  • Adriana
  • Joana
  • Marcia
  • Diana
  • Paula
  • Ana
  • Juliana

Não estamos tentando passar nenhum tipo de apologia ou ideologia com esse artigo, apenas reproduzimos um conhecimento cientifico divulgado Pela Scientific American.

Se o nome da sua companheira está nessa lista, você deve tentar compreender os sentimentos expressados por ela, entendendo que o ciúme também pode se tornar uma forma de demostrar cuidados e amor, já que esse medo de perder que a mulher expressa é capaz de revelar o quanto ela te ama e deseja manter a relação harmoniosa para ambos.

Publicidade

Esse tipo de situação precisa ser trabalhado pelo casal, fazendo com que tudo seja harmonioso sem ser algo obsessivo e destruidor. Agora, se tudo começar a prejudicar o psicológico e a vida social de ambos, um especialista deve ser consultado. #Curiosidades