O que era para ser um dia normal na vida da dona de casa Bethany Bowker, que reside em Salt Lake City, Utah (EUA), resultou numa cena escatológica, quando ela saiu da residência para buscar os filhos na escola, na última terça-feira (3).

Na ocasião, sob baixa temperatura, ao se aproximar do veículo familiar, de cor branca, Bethany teve uma surpresa nojenta e desagradável, ao constatar excrementos congelados sobre o carro.

Sem imaginar a verdadeira origem dos dejetos, inicialmente ela acreditou que os pássaros fossem os responsáveis pela ‘sujeira’ espalhada na lataria do automóvel, segundo informações da emissora estadunidense NBC e do jornal britânico Daily Mirror.

Publicidade
Publicidade

Contudo, ao se aproximar do carro, rapidamente assimilou o característico odor ao das fezes humanas. "É nojento", disse.

Embora não tenha visto de onde os resíduos surgiram, a britânica acredita que eles foram despejados de um avião.

Segundo Bowker, essa não é a primeira vez que excrementos humanos caem sobre a propriedade dela, liberados pelos aviões comerciais durante o voo.

Porém, a mulher fala ter se surpreendido com a enorme quantidade de sedimentos despejados na terça-feira.

"Isso já aconteceu antes, mas não nesta extensão. Eu não sei, eles poderiam ter voado baixo desta vez?", fala à NBC.

Em declaração à imprensa, a Administração Federal de Aviação (FAA, sigla em inglês), órgão responsável por fiscalizar as atividades aéreas, disse ser comum reclamações de moradores atingidos por urinas congeladas, liberadas pelos aviões comerciais.

Publicidade

No entanto, a FAA ressalta a importância das vítimas identificarem as aeronaves, para que o órgão possa aplicar as devidas penalidades.

"A FAA periodicamente recebe relatórios de gelo azul (águas residuais congeladas) caindo em uma casa. Se a pessoa pode nos dizer exatamente quando e onde isso aconteceu, podemos tentar executar replays de radar para ver se uma aeronave voou em torno desse tempo”, explica a entidade.

Enquanto o ‘culpado’ não é identificado, Bethany Bowker procura achar uma forma de limpar os dejetos congelados.

Todavia, nem a FAA tem a ‘fórmula’ para se livrar dos resíduos. “Nós não fornecemos qualquer conselho sobre como limpar o gelo azul", comunica.

Tudo indica que Bethany ficará feliz, se da próxima vez encontrar apenas dejetos de pássaros no automóvel.

Abaixo, assista a reportagem (em inglês) sobre o caso. A produção é da emissora local KSL News, parceira da NBC.

#Mídia #Curiosidades #EUA