Em busca de cultura e diversão, a família da inglesa Mary Ryan, 40 anos, composta pelas filhas Kayleigh, 18, Chloe Lang, 15, e o namorado Andrew Lang, 38, que reside em Liverpool (Inglaterra), teve mais surpresas do que desejava, ao visitar o castelo conhecido como Torre de Londres, na capital inglesa.

O que era para ser um passeio turístico pelos ambientes do local, resultou numa cena assombrosa, quando Mary constatou a fantasmagórica imagem de uma criança perto dela.

Na ocasião, o suposto fantasma na foto da mulher, tirada pela filha Kayleigh, só é percebido semanas depois deles retornarem a Liverpool. As informações são do jornal britânico Express, de sexta-feira (6).

Publicidade
Publicidade

Contudo, apesar do caso ser reportado pela imprensa inglesa somente neste mês, ele aconteceu em 2015, e desde então, Mary Ryan ainda diz sentir calafrios ao olhar o retrato.

Agora, Ryan acredita que a identidade da hipotética assombração pode ser a de um príncipe assassinado no castelo, Edward V, 12 anos.

Ela chega a essa conclusão, após ler relatos do estadista e historiador do século XVI, Sir Thomas More, que à época, alegou o fato de dois irmãos príncipes serem asfixiados até a morte pelo tio, Rei Ricardo III, em 1483, e posteriormente enterrados na torre do castelo - contudo, até hoje, o sumiço das crianças permanece um mistério, e as alegações do historiador nunca foram validadas.

"Os dois jovens príncipes parecem muito semelhantes a ele. Acho que é possivelmente algo paranormal. A torre é conhecida por ser altamente assombrada, e é onde os meninos foram pensados ​​para ser assassinado”, acrescenta Mary.

Publicidade

Na imagem, segundo a inglesa, é possível observar a mão do namorado Andrew, no lado direito, além da ‘assombração’ do príncipe desaparecido, Edward V.

Conforme a mulher, que confessa não ter notado o ‘intruso do além’ até ver as fotos em casa, o episódio mexeu emocionalmente com a filha, que disse temer ser perseguida pela assombração.

“Kayleigh estava realmente com medo. Ela estava preocupada que [ele] poderia ter seguido ela - ela tinha apenas 16 na época”, comenta.

ANTES CÉTICO, NAMORADO PASSA A ACREDITAR EM ASSOMBRAÇÕES

De acordo com Mary Ryan, Andrew Lang ignorava o sobrenatural, até o dia em que visualizou o espírito do garoto na fotografia do castelo.

"Andrew nunca acreditou em nada disso até que viu essa foto. Ele tem tentado explicar isso desde então, mas não conseguiu. Ele era muito não-crente em fantasmas até isso”, confidencia ao Express.

A inglesa ainda destaca a impossibilidade de alguma criança (viva) ter sido captada na imagem, devido ao fato deles serem os últimos visitantes entre os turistas que excursionavam pelo local.

“Estávamos no final do grupo, ninguém estava atrás de nós ou perto de nós. Na verdade, não havia meninos no grupo”, finaliza.

#Curiosidades #Viral #Internet