Uma jovem usuária do Twitter fez a alegria da internet ao postar o print de uma conversa por aplicativo de mensagens, WhatsApp, em que um rapaz disse-lhe que queria vê-la sem todas aquelas “roupas desnecessárias”, ou seja, ele queria os célebres #nudes. A moça, que usa o nome Jwzayn, não se fez de rogada: pediu alguns instantes e enviou uma imagem; uma foto de tela carregando, com o característico círculo de tracinhos que se movimentam.

O moço respondeu que a imagem não estava abrindo e pediu que a interlocutora a reenviasse. Mais uma vez, ela foi "prestativa" e reenviou a mensagem. Não conseguindo novamente abrir a cobiçada foto da moça despida, o garoto chegou a uma conclusão: o telefone dele estava quebrado e ele precisará arranjar outro.

Publicidade
Publicidade

Na postagem em que revelou o print, a internauta comentou: “tenho enviado o sinal de carregando e ele ainda não se deu conta”.

Os #internautas, familiarizados que estão com os pedidos de “admiradores” inconvenientes e com os escândalos, às vezes com direito à intervenção da polícia e do Judiciário, causados pelos vazamentos – muitas vezes, propositais – dessas imagens, adoraram a história de Jwzayn, aplaudiram-na pela esperteza da estratégia escolhida para lidar com a situação e riram às custas do pobre moço.

Um desses internautas comentou que o rapaz "deveria ter percebido que o sinal de 'carregando' não se movia e que devia ser jogado na cadeia por estupidez". A astuciosa Jwzayn concordou: “ele é tão burro”. Outro internauta disse: “você conquistou a internet hoje, madame”. A postagem recebeu quase 8000 curtidas.

Publicidade

Além da hilaridade geral da história, com cara de piada, o caso também chamou a atenção por ter revelado um método através do qual é possível de se lidar com interlocutores desagradáveis e com seus pedidos inconvenientes. Em muito pouco tempo, choveram pedidos para que a garota disponibilizasse a imagem "salvadora" do sinal de “carregando”. Ela, mais uma vez, não se fez de rogada e disponibilizou-a para todos os seus seguidores no #twitter.