Há muitas curiosidades sobre a vida e a ciência que pouca gente imagina. Muitas delas se referem à região íntima da mulher, a vagina. Muitas pesquisas e artigos foram feitos sobre o assunto. Uma famosa reportagem da Revista Cosmopolitan, do grupo Abril, é apenas uma das que abordam o tema. Mesmo com tantos artigos e pesquisas, sempre ficam incógnitas e dúvidas sobre como essa área funciona. Entender melhor curiosidades sobre essa área podem ajudar homens e mulheres a viverem melhor. A minoria dos rapazes também não tem muitas informações sobre como lidar com o órgão genital de sua parceira. Por isso, conhecer o corpo humano é tão importante.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir algumas coisas que você, provavelmente, não fazia a menor ideia sobre a sua vagina:

1 - O ponto G feminino é o clitóris e ele possui mais terminações nervosas que muitos possam imaginar. De acordo com pesquisas, em média, a mulher tem mais de oito mil terminações nervosas nessa região. O número é tão grande que ultrapassa, por exemplo, o das terminações nervosas do órgão sexual masculino. Os homens têm apenas quatro mil terminações nervosas em seus pênis. Isso pode explicar o fato de muitas mulheres serem mais sensíveis nessa área. Algumas falam em prazer exacerbado, enquanto outras falam em dor. Certo mesmo é que é preciso de cuidado e consultar, regularmente, ao ginecologista.

2 - Nem todas as mulheres virgens possuem o hímen - Muita gente acredita que para a mulher ser virgem ela necessita ter o hímen, que é a membrana mucosa que protege a vagina.

Publicidade

Geralmente, o hímen é rompido na primeira relação sexual. Algumas mulheres, mesmo sendo virgens, romperam naturalmente a região, como em um toque um pouco mais pesado. Há casos também de mulheres que já tiveram a relação íntima e não viram nada sangrar ou ser rompido.

3 - Lubrificação natural - Uma das características mais curiosas do órgão sexual feminino é que ele possui lubrificação natural. A esse líquido produzido pela vagina os cientistas deram o nome de esqualeno. Essa é a mesma substância presente, por exemplo, nos tubarões.

4 - Ferramenta médica - A ferramenta que os ginecologistas utilizam para examinar a vagina é conhecida por espéculo e é milenar. Há registros de seu uso há mais de 1000 anos antes de Cristo. #Curiosidade