Os diretores e todos os outros profissionais da complexa cadeia produtiva de Hollywood e similares mundo afora tentam incutir emoções no público que vai aos cinemas. À vezes, eles acabam alcançando sucesso demais. A seguir, uma lista de filmes que, acredita-se, causaram a morte de espectadores por conta da intensidade das emoções despertadas.

1 - Avatar (2009)

O filme Avatar, dirigido por James Cameron, foi saudado como um marco do desenvolvimento visual do cinema. O diretor pretendia filmar o projeto nos anos 90, mas a tecnologia ainda não podia ser fiel a seu pensamento. Ele precisou esperar o Século XXI.

Infelizmente para um homem de 42 anos de idade que assistia ao filme em Taiwan, Cameron teve sucesso demais em expressar sua visão pessoal.

Publicidade
Publicidade

Ele saiu às pressas da sala onde era exibido o filme, passando mal, e foi levado para um hospital, onde chegou inconsciente. Onze dias depois, ele morreu, vítima de um Acidente Vascular Cerebral. Sofria de pressão alta e, segundo os médicos, morreu de excesso de emoção.

2 - Aliens (1986)

Talvez seja apenas uma coincidência, mas James Cameron também dirigiu este filme. A franquia Aliens, tem muitas cenas assustadoras (quem assistiu sabe), mas esta continuação parece ter sido demais para o indiano M. Prabhakar, que durante uma maratona de filmes que incluía o clássico, pediu licença e se retirou. Depois de voltar, ele caiu no chão e morreu. Os amigos só notaram depois do fim da maratona e, aí, já era tarde demais para fazer algo por Prabhakar.

3 - Invocação do Mal 2 (2016)

A franquia Invocação do Mal é assustadora mesmo (e o fato de seus criadores afirmarem que ela se baseia em coisas que aconteceram, não tranquiliza).

Publicidade

O segundo filme, porém, talvez tenha sido responsável pela morte do indiano Tamil Nadu. O jornal Times of India relatou que Tamil sentiu dores no peito e foi levado para um hospital, ao qual chegou morto. De lá, foi enviado a outro estabelecimento médico, para exames mais detalhados, e nunca chegou a seu destino. Tanto o corpo quanto o motorista designado para a tarefa, simplesmente desapareceram. Está aí uma semente para outro filme de terror "baseado em fatos reais".

4 - A Saga Crepúsculo: Eclipse (2010)

Muitos criticaram duramente a saga Crepúculo, dos roteiros (para não falar nos livros que lhes deram origem) até as atuações dos protagonistas. Alguns diriam que os filmes são de matar. O neozelandês Damian Anthony Smythe que o diga: entrou em uma seção do filme e ao final dela seu corpo foi encontrado ao lado de uma garrafa vazia de uísque. Segundo a autópsia, a causa foi o excesso de bebida. O pai do jovem confirmou que este tinha problema com bebidas e chegara a tentar, sem sucesso, convencê-lo a fazer uma reabilitação.

Publicidade

5 - A Paixão de Cristo (2004)

O diretor Mel Gibson visava mostrar com foi a passagem de Cristo pela Terra segundo os Evangelhos. Incluindo uma cena de crucificação em que Gibson, em sua busca por realismo, não poupou os espectadores mais sensíveis. Durante a exibição da cena em um cinema de Wichita, no estado americano do Kansas, Peggy Scott, de 56 anos, sofreu um ataque cardíaco fulminante. Apesar das tentativas de uma enfermeira presente à sessão para ajudá-la, ela acabou morrendo. #Curiosidades