Os #ginecologistas são os médicos que cuidam da saúde dos órgãos do aparelho reprodutor da #Mulher. Como tais, eles acabam, por força do ofício, sendo chamados ao exame de partes geralmente ocultas do corpo delas e acabam tendo que ouvir algumas coisas sobre as vidas sexuais delas - e até fazer perguntas sobre o assunto. Segundo informações repassadas no site Buzzfeed,em parceria com os ginecologistas entrevistados Alyssa Dweck, Christin Gillier, Elizabeth Dierking, Shenali Abeysekera e Stephanie Lum, há coisas que os ginecologistas sabem, mas geralmente não dizem a ninguém - menos ainda às pacientes Confira:

1 - Eles não ligam para o "histórico" de uma mulher

O passado de uma mulher, quantas relações sexuais manteve, com quantos parceiros já fez sexo, que tipo de sexo, etc.

Publicidade
Publicidade

só lhes interessa na medida que possa ser útil para entender o estado da saúde dela e orientá-la. Por isso, é importante dizer-lhes a verdade e fornecer-lhes informações completas, para que, como qualquer outro tipo de profissional de saúde, eles tenham os elementos necessários para analisar a situação e fazer um diagnóstico acertado.

2 - Eles querem ver a paciente pelo menos uma vez por ano

Não dá para a mulher avaliar a condição de seu aparelho reprodutivo apenas olhando seu exterior, por isso, exames regulares são uma ótima ideia. Além disso, trata-se de uma oportunidade para o médico tirar dúvidas da paciente. A frequência mínima geralmente recomendada é uma consulta anual, mas é bom deixar que o ginecologista fixe a frequência mais adequada ao caso.

3 - Às vezes, acham objetos esquecidos na vagina da mulher

Preservativos usados talvez sejam o item encontrado com mais frequência, mas peças de lego e chaves são outros objetos comuns (comuns do corpo feminino pelo menos) que os médicos, às vezes, retiram de suas pacientes.

Publicidade

4 - Não existe a vulva normal, existem vulvas normais

Embora algumas mulheres se preocupem muito com isso, a verdade é que a normalidade quando se trata de vulvas abrange uma enorme quantidade de tamanhos, cores e até cheiros. Um ginecologista é justamente a pessoa mais indicada para dizer se determinado aspecto da aparência externa do genital feminino é normal ou sintoma de alguma doença.

5 - Não há razão para vergonha

É compreensível que algumas mulheres sintam vergonha de deixar um homem (às vezes, um completo desconhecido) ficar olhando suas partes íntimas, mas... É o trabalho dele (ele provavelmente, examina as partes íntimas de centenas de mulheres por semana) e o objetivo é cuidar da saúde da paciente.

6 - Eles não ligam para pelos

Algumas mulheres depilam-se antes de ir ao ginecologista, mas a verdade é que eles não ligam para os pelos pubianos e, na verdade, provavelmente até sugeririam deixar alguns, já que eles têm um papel na prevenção de infecções vaginais.