Abraão foi um personagem bíblico, #líder religioso a partir do qual nasceram três importantes vertentes religiosas da humanidade: o judaísmo, o cristianismo e o islamismo. Tivera oito filhos e três cônjuges. #Abraão tivera um maior reconhecimento de sua história por não pestanejar quando Deus o chamou, ele manteve sua fé até o fim.

Não é possível determinar a data de natalidade de Abraão, se sabe que o mesmo residia em uma cidade populosa e próspera, que estava em fase de adoração ao deus da lua, ou seja, um deus pagão. E é muito provável que todos na casa de Abraão, levado pelo senso comum, também fariam parte desse tipo de crença, por ela vigorar nesta época.

Publicidade
Publicidade

O pai de Abraão chamava-se “Terá” e sua família era natural da cidade de Ur, que era localizada na Mesopotâmia. Após a morte do irmão de Abraão, a família ficara extremamente triste e decidira sair em busca de outra localidade. Eles foram até Harã e se instalaram por lá. As cidades naquele tempo eram em sua maioria pagãs, ou seja, eles idolatravam e acreditavam em vários deuses, e não eram batizados, assim, o tipo de crença era politeísta.

Segundo a Bíblia, Deus fez contato com Abrão e disse para que ele partisse da sua terra e levasse consigo sua família e servos do reino dos céus. Deus então disse que eles seguiriam para a cidade prometida, Canaã, que era muito famosa na época e é ainda hoje. Canaã é a antiga denominação da região que hoje corresponde a área de Israel, era a cidade que Deus prometera a seu povo, ela foi descoberta em 1928.

Publicidade

A mudança de nome

Abraão no início se chamava Abrão, que significa “pai exaltado” ou “grande pai”, com o objetivo de dar-se maior ênfase a ideia de exaltação. Abraão, “pai de muitos”, tinha 99 anos quando a troca ocorreu. Sarai também teve seu nome mudado para Sara, já que ela também seria mãe de uma grande nação.

Deus prometeu a Abraão que ele seria pai de Isaque, e que seu servo Eliezer não seria o herdeiro de sua casa, mas que sua descendência seria incontável como as estrelas do céu. Ao mais tardar, com o nascimento de Ismael, Deus afirma novamente que Abraão e Sara seriam pais de muitas nações. Por fim, Deus presenteia o casal com o também esperado filho, Isaque, que era o filho prometido.

Deus ensina a Abraão e aos seus fiéis a terem fé, pois eles partiram em época que no Egito assolava a fome e a escassez de alimentos, e, mesmo assim, eles seguiram em missão de fé e comprometimento uns com os outros. Eles se instalaram em planícies próximas as montanhas.

Portanto, Deus realmente fez Sara e Abraão pais de nações, pois eles e seus servos deram início a um grande povoado, e deste nasceram muitos outros, baseados nas crenças religiosas transmitidas de Deus para Abraão e de Abrão para todo o restante.

Publicidade

Ainda segundo a Bíblia, Deus testa Abrão e a sua fé e o pede para levar o seu filho para o monte e sacrificá-lo. Abrão, mesmo triste pela situação, não deixa sua fé se abalar, pega o seu filho e leva ao encontro. Foi então que desceu um anjo do céu, que lhe disse que sua fé havia sido provada mais uma vez e que não tocasse em seu filho, pois Deus sabe que o teme e reconhece tamanha fé. #Fé