A #Netflix divulgou na última segunda-feira (13), uma pesquisa que indica o #Brasil como o país mais infiel do #Mundo na hora de assistir seriados. O México vem logo em seguida nessa lista. A média dos brasileiros e mexicanos são de 58% de chance do parceiro se adiantar na hora de assistir algum seriado, enquanto os outros países do mundo tem uma média de 46% de chance.

Os brasileiros são tidos como os mais infiéis e temos os holandeses como os mais fiéis, com cerca de 27% de chance de alguém assistir um seriado antes do seu parceiro.

Chamada "infidelidade Netflix", a pesquisa acontece desde o ano de 2013, nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

As pesquisas foram feitas através de uma enquete realizada pelo SurveyMonkey. Mais de 30 mil pessoas responderam em 4 continentes.

Essa pesquisa indica também "The Walking Dead" e "American Horror Story" entre as séries com mais chances de acontecer essa "traição".

Novidades do Netflix nesta semana (13/02 - 19/02)

Nesta terceira semana do mês de fevereiro, a Netflix adicionou a tão aguardada 11º temporada de "Supernatural". E os filmes "A teoria de tudo" e o tão aclamado "Ouija".

Nova série brasileira é anunciada na Netflix

"Samantha", a mais nova série de comédia, foi anunciada como a nova produção da Netflix. A série conta a história de Samantha, que cresce e se casa com um jogador de futebol que ficou 10 anos preso em uma cadeia. Segundo o diretor, Hastings, a série será um programa que espalhará a cultura brasileira para o resto do mundo.

Publicidade

Apesar de já anunciado, "Samantha", não tem data de estreia, nem elenco e diretor anunciados. Mas sabe-se que a produção será da empresa Losbragas.

Horror, comédia e zumbi em uma única série

A série “Santa Clarita Diet” conta a história de Sheila, uma corretora de imóveis que, de uma hora para a outra, vira uma consumidora de carne humana. Ela precisa fazer de tudo para conciliar a vida profissional com a vida carnívora. Ao que tudo indica ela está morta e tenta aproveitar ao máximo a "vida".

“Estava em um momento difícil da minha vida quando comecei a gravação. Não sei se é uma mensagem feminista, mas eu estava mais feliz depois da série”, explica a protagonista Barrymore. “Mas há uma mensagem de empoderamento, uma inversão de papéis em que ela é mais o marido”, afirma.