O médico e alquimista Nostradamus, famoso por suas profecias de difícil interpretação, mas que parecem refletir a realidade de muitos dos principais acontecimentos da História, previu, no ano passado, que Donald Trump seria eleito o presidente dos Estados Unidos.

“O grande canalha audacioso, será eleito o governador do exército: a coragem da sua disputa, a ponte quebrada, a cidade pálida de medo”, diz um trecho da profecia. Outro trecho menciona características físicas que descreveriam este ''grande sem vergonha'': “O loiro de nariz ganchudo acometerá.''

A seguir, ela relata o que aconteceria a seguir, mencionando algo ou alguém referido como uma ''falsa trompeta''.

Publicidade
Publicidade

"A falsa trombeta fará com que Bizâncio mude suas leis”.

A trombeta, que também foi traduzida de alguns textos como ''o trompete'', seria #Trump (da palavra inglesa ''Trumpet''), lembrando que, tendo vivido muito antes de nosso tempo, muitos dos termos usados por Nostradamus eram alegorias para algo que era, até então, desconhecido à sua época, o que pode também se referir a nomes próprios, como neste caso.

Bizâncio era uma antiga colônia grega, que, atualmente, é Istambul, na Turquia. Hoje, a Turquia dá abrigo a milhões de refugiados sírios e a milhares de iraquianos. Recentemente, o país pediu que Trump reconsiderasse sua decisão sobre a entrada de refugiados nos Estados Unidos, acusando-o de promover segregação e islamofobia.

A profecia continua:

''O trompete sacode com grande discórdia. Um acordo quebrado; (...) o rosto ungido com leite e mel está no chão.''

Neste trecho, algo claramente aborrece o Trompete; uma traição.

Publicidade

Um acordo quebrado.

A terra de leite e mel, é um referência bastante adequada para Israel. Trump declarou que gostaria de promover a paz entre Israel e Palestina. O rosto ungido com leite e mel seria o rosto de Trump, escondido sob a máscara de promotor da paz. No entanto, este rosto está no chão. Outro trecho da profecia diz que este nadará em sangue. Alguns estudiosos de Nostradamus acreditam que isso possa se referir à morte do presidente.

Segundo aqueles que se dedicam a estudar os textos do alquimista, Nostradamus já foi autor de várias profecias consumadas: a morte do rei francês Henrique II, a Revolução Francesa, diversas profecias sobre Napoleão Bonaparte, a gripe espanhola, a Revolução Comunista da Rússia, a Segunda Guerra Mundial e a ascensão de Hitler, Hiroshima e Nagasaki, o retorno dos judeus a Israel e o assassinato de John F. Kennedy.

No entanto, para os céticos, as profecias de Nostradamus possuem diferentes formas de serem lidas (já que receberam diversas traduções ao longo dos anos) e entendidas, o que faz com que não possa ser garantida essa ou aquela interpretação, gerando, na verdade, interpretações por coincidência dos fatos atuais com trechos vagos dos textos do ''profeta''. #Previsões #Donald Trump