A traição é algo que sempre existiu e existirá nos #Relacionamentos. Homens e mulheres nunca estarão livres do “pecado” do adultério. E é fato que, na sociedade em que vivemos atualmente, a tolerância com a traição masculina sempre se mostrou maior do que com as mulheres, porém, com a revolução feminista, o sexo feminino passou a apresentar uma menor dissimulação em seus comportamentos, e, mais claramente, a assumir que também está correndo o risco de dar as suas “puladinhas de cerca”.

Esse comportamento pode acontecer por vários fatores: carência, questões culturais, vingança, novidade, sensação de perigo, sensação de poder, insatisfação na relação atual entre outras.

Publicidade
Publicidade

A falta de diálogo no relacionamento também se torna um dos motivos relevantes para que isso aconteça, pois essa comunicação que deveria existir entre o casal acaba sendo transferida para outra pessoa, que, possivelmente, se torna o motivo pela qual o encantamento aconteça e em seguida a infidelidade.

O que também pode facilitar que a traição aconteça é a internet, pois através dela conseguimos encontrar diversos websites que proporcionam e permitem que as pessoas marquem encontros extra-conjugais. E por incrível que pareça, existem milhões de usuários aproveitando a praticidade que esses websites oferecem.

Com a ajuda desses sites foi possível descobrir quais são os nomes mais comuns de pessoas que costumam trair os seus parceiros amorosos. Isso é, podemos ver os nomes tanto de mulheres como também de homens que são mais infiéis e procuram se relacionar amorosamente através da internet.

Publicidade

Acompanhe e veja quais são:

As mulheres com os nomes de:

Vanessa

Luciana

Patrícia

Paula

Gabriela

Renata

Débora

Flávia

Daniela

Bruna

Os homens com os nomes de:

Ângelo

Joel

João

Miguel

Gabriel

Mateus

Rafael

Manuel

Daniel

Mateus

Logicamente que, a traição também pode vir de pessoas que não estão com o nome na lista, por isso, precisamos lembrar que o comparativo do estudo realizado através de alguns sites destinados a relações infiéis não manifesta nenhum tipo de apologia ou ideologia ao tema, estamos apenas repassando um conhecimento realizado por estudiosos especializados no assunto. #Curiosidades