Será que “a verdade está lá fora?”. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, não. Segundo a entidade, extraterrestres vivem em bases subterrâneas do nosso planeta, com a permissão do governo norte-americano.

Após o órgão receber e-mail do fundador do site The Black Vault, John Greenewald, responsável pela desclassificação de arquivos sigilosos sobre ovnis e aliens, do FBI, baseado na lei de informação, diversos documentos sobre atividades extraterrestres e UFOs em território administrado pelo Serviço Florestal dos #EUA – subordinado ao Departamento de Agricultura – foram revelados ao pesquisador, em 7 de fevereiro deste ano.

Publicidade
Publicidade

Apesar dos ufólogos conhecerem indivíduos do governo que admitem a existência de construções extraterrestres em território estadunidense, essa é a primeira vez que uma entidade governamental expõe acontecimentos sigilosos referentes ao assunto. E eles são de “causar calafrios”.

De acordo com o jornal europeu Express, arquivos produzidos pelo Serviço Florestal num escritório de Albuquerque, Novo México, detalham um flagrante bizarro por parte de uma testemunha.

Na ocasião, documentos destacam a construção de uma base alien na floresta nacional de Tonto, perto de Phoenix, Arizona.

Ao receber a denúncia, efetuada por um homem identificado pelo nome Caller, o Departamento de Agricultura enviou e-mail para os Rangers – elite da polícia, semelhante ao BOPE - em atividade na região, em 30 de dezembro de 2013.

Publicidade

Na carta endereçada aos policiais, foi dito que um funcionário do órgão, David, recebeu uma ligação naquela manhã de um sujeito relatando a construção de uma instalação secreta do governo, numa área conhecida como “rio de sal”.

A testemunha conta ter observado aliens e humanos trabalhando em conjunto. Também revela ter notado alienígenas comendo seres humanos.

"Caller [denunciante] afirma ter visto guindastes de construção saindo do lado dos penhascos, miniaturas de aviões furtivos e UFOs, alienígenas e pessoas trabalhando juntas no local, alienígenas comendo pessoas. Ele encontrou uma cabeça cortada e afirma ter fotos de algumas dessas coisas”, revela a entidade governamental.

De acordo com Caller, 60 anos à época, ele avisou sobre as sinistras atividades entre humanos e et´s a um escritório situado num lago perto da região onde a base era construída. Porém, diz ter sido ignorado.

“Talvez essas pessoas foram pagas [ para fazer vista grossa]", comenta o homem ao departamento.

Embora as afirmações de humanos e aliens trabalhando em equipe na elaboração de bases secretas em lugares inóspitos dos EUA pareça sensacional demais para ser verdade, esse tipo de acusação também foi declarado pelo ex-oficial da Inteligência da Força Aérea, George A Filer, atualmente diretor da seção oriental da Mutual UFO Network (MUFON), maior organização privada de pesquisas ufológicas do mundo.

Publicidade

Além de apontar um enorme bunker extraterrestre no subterrâneo de Dulce, também no Novo México, o militar expôs na internet documentos chamados “Arquivos de Filer”, onde um sujeito identificado como Scott Heckman, confidenciou o desaparecimento de dezenas de pessoas numa base secreta da Floresta Nacional, em Tonto.

Segundo o denunciante, seres humanos eram literalmente comidos pelos extraterrestres. Contudo, autoridades tratavam os casos como “desaparecimentos”.

Foto original de UFO

Outro documento do Departamento de Agricultura exibido ao pesquisador John Greenewald, endereçado por um sujeito, cujo nome e e-mail foi censurado pela entidade, revela 4 fotos de um objeto oval naquela região.

O fato aconteceu em 12 de setembro de 2015, às 14h30 - a foto estampa essa reportagem.

Para ver os arquivos do Departamento de Agricultura na íntegra, copie e cole o link abaixo no navegador.

(--http://documents.theblackvault.com/documents/ufos/2017-FS-WO-00542-F-Greenewald.pdf--)

Na sequência, assista a declaração de um ex-militar que diz ter entrado em confronto com et´s na base de Dulce.

#Curiosidades #Viral