Escrever sobre alienígenas é como entrar numa floresta densamente escura e nebulosa, onde cada passo dado resulta em surpresas inesperadas, impossíveis de serem observadas à distância.

E desde que a Agência Central de Inteligência (CIA) expôs milhares de arquivos sobre pesquisas relativas a ovnis e extraterrestres, “enxurradas” de assombrosas informações vieram público.

Liberados em 2017, depois de mais de 25 anos em sigilo, alguns documentos - antes ultrassecretos - são estarrecedores e beiram uma realidade “além da imaginação”.

Um exemplo disso pode ser lido no relatório da CIA que descreve um catastrófico encontro entre soldados russos e uma nave extraterrestre, na gélida região da Sibéria, em 1993.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a agência, que escreveu o episódio a partir de informações retiradas de um jornal ucraniano (Ternopil vechirniy), que por sua vez se baseou num dossiê de 250 páginas da KGB, um disco voador apareceu sobre uma base militar na Sibéria.

Na ocasião, um míssil foi disparado na direção do objeto, que acabou caindo em terra.

Contudo, segundo o jornal britânico Express - primeiro veículo a divulgar o caso na #Mídia -, o documento da CIA reportou a saída de cinco humanoides de dentro do ovni atingido. Eles tinham cabeças grandes, corpos pequenos e grandes olhos negros.

Conforme testemunho de dois militares sobreviventes, ao deixarem a estrutura os cinco aliens se fundiram em uma esfera brilhante de luz, que emitia zumbidos e sibilava.

Porém, o inacreditável ocorreu a seguir. Após as entidades se transformarem numa única esfera, ela explodiu e fez com que 23 soldados fossem literalmente transformados em pedra.

Publicidade

A CIA ainda destacou o fato da KGB revelar que os homens petrificados foram encaminhados a uma instituição de pesquisa perto de Moscou, para serem analisados.

Ao estudarem os cadáveres, especialistas afirmaram que uma fonte de energia desconhecida mudou a estrutura orgânica dos militares, “transformando-a em uma substância cuja estrutura molecular não era diferente da pedra calcária".

No final do relatório, um oficial da inteligência norte-americana ainda demonstrou preocupação com o episódio.

"Se o arquivo da KGB corresponde à realidade, este é um caso extremamente ameaçador. Os estrangeiros possuem essas armas e tecnologia que vão além de todas as nossas suposições”, escreveu.

A seguir, veja um trecho do documento. Para acessar os arquivos desclassificados, copie e cole o link abaixo no navegador.

https://www.cia.gov/library/readingroom/collection/crest-25-year-program-archive

#Curiosidades #Internet