O russo Gabar, que é blogueiro e possui um canal no YouTube, se submeteu de forma voluntária a uma experiência no mínimo incomum e bastante polêmica, ao passar 24 horas sob a terra dentro de um caixão. Ele relatou que fabricou o caixão com ajuda de seus amigos, com tábuas de madeira que comprou em um armazém de móveis. Lembrando que o caixão foi confeccionado especialmente dentro das necessidades dele para esse experimento, por isso foi preciso fazer um caixão de dois metros de comprimento e sessenta centímetros de largura, com respiradores acoplados, além de ele mesmo ter cavado o buraco onde foi enterrado. A ação inusitada foi transmitida ao vivo pelo #youtube e durante as 24 horas de enterro, além de se comunicar com outros blogueiros e usuários da rede, conversou o tempo todo com médicos, jornalistas e psicólogos e apresentava muita tranquilidade, sem sinais de sufocamento ou incômodo.

Publicidade
Publicidade

O blogueiro russo, que queria colocar à prova toda sua resistência física e psicológica, gritava "estou bem, estou bem!", enquanto emergia da terra com a ajuda de amigos, que usavam pás para retirar os últimos resquícios de terra que cobriam o caixão. Assim que chegou à superfície o rapaz recebeu o abraço da sua mãe e os aplausos do público presente, que o esperavam à beira do buraco de um metro de profundidade. Logo após sair do caixão, o jovem disse que, tirando uma pequena dor de cabeça, estava em perfeito estado, embora tenha confessado que, após completar 12 horas embaixo da terra, foi difícil psicologicamente permanecer lá e informou que os respiradouros que foram colocados no caixão, com o intuito de ajudá-lo a respirar funcionaram perfeitamente.

O jovem Gabar, que conseguiu suportar com grande êxito esse difícil desafio, descrito por ele mesmo como sendo algo totalmente diferente de qualquer coisa que já fez antes, se preocupou em alertar mais uma vez aos seus seguidores que ninguém deve tentar fazer a mesma coisa, por ser muito perigoso até mesmo para quem faz treinamento antes.

Publicidade

#2017 #Curiosidades