Quando alguém decide fazer uma #Tatuagem, a maior dúvida é a escolha do desenho.

As tatuagens são muito legais, desde que você esteja certo do que escolheu fazer em seu corpo, pois, ela permanecerá para sempre, em alguns casos.

Praticamente, quem faz uma tatuagem tem que ter consciência de que a remoção é muito cara e, também, muito dolorosa. Portanto, para evitar lágrimas e arrependimentos posteriores, o melhor é pensar bem e fazer a escolha certa.

Um exemplo de que a tatuagem pode causar muito aborrecimento e dor foi o que aconteceu com um jovem chamado Lewis Flint que, na época, tinha apenas 16 anos.

Lewis, que ainda era muito jovem, nunca imaginou que uma tatuagem fosse lhe trazer tantos aborrecimentos, quando, incentivado por seus colegas, tomou a decisão de se tatuar.

Publicidade
Publicidade

A escolha do desenho foi um tanto inusitada e o lugar escolhido para fazer a tatuagem, mais ainda.

A imagem escolhida foi a de um #aspirador de pó chamado de Henry Hoover, que é muito comercializado no Reino Unido, país onde vive Lewis. Mas, se você pensa que só o desenho é hilário, vai se espantar em saber o lugar escolhido por ele para tatuar o aspirador de pó.

Lewis quis que a tatuagem fosse feita em sua parte íntima, centralizado de forma que o tubo do aspirador ficasse diretamente posicionado em seu pênis. Ele ainda quis que fosse desenhada uma tomada, que ia até o seu traseiro.

Na época, Lewis contou em um programa de TV, chamado de 'Bodyshockers', que se tornou o centro das atenções e que a tatuagem lhe fazia sentir-se muito bem.

Mas, aos 21 anos, quando ele começou a querer se relacionar com mulheres, esse sentimento mudou.

Publicidade

O rapaz contou que se apaixonou por uma garota e tudo ia muito bem, até que os dois resolveram ter intimidade. Quando ele se despiu e a jovem viu o desenho, imediatamente disse: "Tô fora". Sua frustração o deixou muito deprimido e, a partir daquele momento, ele percebeu que tinha feito uma grande burrada.

Depois de muitas tentativas frustradas, Lewis decidiu que o melhor seria remover a tatuagem, pois assim, teria chances de conhecer alguém e se relacionar.

O jovem nunca pensou que, algum dia, iria se arrepender de ter feito a tatuagem. A própria mãe de Lewis afirma que não se surpreende com a reação que as mulheres têm, pois acha que é muito difícil levar o filho a sério por causa do desenho estranho em sua parte íntima.

Lewis partiu para a remoção da tatuagem, mas, ao completar a primeira sessão, ele rapidamente mudou de ideia. "Não dá para aguentar, é muito doloroso. Não sei como alguém consegue ficar 20 minutos lá. O laser é insuportável. Vou ter que conviver com a tatuagem o resto da minha vida', concluiu.

Veja a tatuagem:

#Mundo