Algumas pessoas ganham a vida de forma peculiar desenvolvendo trabalhos nada convencionais. Seja por motivos econômicos ou por vontade própria, diversas pessoas trabalham com coisas que a maiorias dos cidadãos não seriam capazes de fazerem. Às vezes, por ser arriscado demais, alguns trabalhos são evitados pela maioria das pessoas, que procuram empregos formais que oferecem segurança para o desenvolvimento do trabalho.

Profissões arriscadas como policial, bombeiro ou médico são muito requisitadas, embora tenham um grau elevado de risco. Essas profissões são desejados por aqueles que adoram ajudar as outras pessoas. Lidar com a segurança e a vida de milhares faz com que algumas profissões sejam muito requisitadas, como a medicina.

Publicidade
Publicidade

Mas além dessas profissões, existem algumas funções não muito conhecidas pelo mundo. Essas funções podem envolver valores culturais de uma sociedade e são repassadas há dezenas de anos, de geração em geração. As benzedeiras brasileiras são um exemplo típico de uma profissão bastante peculiar pouco difundida em outros países e nos grandes centro urbanos. As benzedeiras estão ameaçadas com o desenvolvimento da população, que a cada dia encontra-se mais cética.

Mas em alguns lugares esse tipo de profissão ainda é muito requisitada por pessoas que acreditam no poder de cura dessas pessoas. Mas na Bósnia e Herzegovina existe uma mulher que faz algo muito mais peculiar que as benzedeiras brasileiras.

Hava Celebic é uma senhora um pouco debilitada pela idade que presta serviços para a população de seu país.

Publicidade

De forma inusitada, a senhora oferece-se para curar feridas e doenças oculares.

Mas a mulher não utiliza colírios ou cirurgia para curar seus pacientes. Hava trata de seus pacientes de forma bem estranha, utilizando a sua língua. Isso mesmo! Você não leu errado, a senhora cuida de seus pacientes lambendo o olhos dos doentes.

O gesto nada normal é considerado cultural pelas pessoas que chamam a senhora de Nana Hava. A senhora vive de sua aposentadoria e resolveu abrir um consultório para tratar de seus pacientes.

A mulher diz que é a única no país capaz de realizar o procedimento considerado nojento por algumas pessoas. A senhora garante que faz a higienização da língua logo após cuidar de algum paciente. Para isso, Nana Hava usa álcool em busca de esterilizar sua língua antes de atender um novo paciente. Assista:

Para tratar dos doentes, Nana cobra dez euros por cada consulta realizada na Bósnia. A senhora disse que os pacientes desempregados são tratados gratuitamente e não pagam pela consulta. #Bizarro #Curiosidades #Internet