O desejo de vingança está presente na maioria das pessoas, esse sentimento costuma aparecer quando uma pessoa sofre algum tipo de "represália" na qual a deixou totalmente furiosa com o sentimento abalado e com uma enorme vontade de retribuição. A vingança pode ser sim um prato que se come cheio, mas seria ela uma atitude irracional ou uma questão de justiça?

Esse sentimento pode ser encarado de diversas formas, na maioria dos casos, quem se vingou de alguma forma, certamente se sentiu culpado depois. Mas, fique tranquilo, pois finalmente a ciência comprovou que o sentimento de vingança pode te deixar mesmo mais feliz.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores da Universidade de Kentucky, nos EUA, realizaram dois tipos de testes com mais de 300 voluntários.

Publicidade
Publicidade

No primeiro teste, os profissionais avaliaram o humor de 156 pessoas, esses voluntários deveriam escrever uma redação e ensaiar entre si para receberem palpites e opiniões diferentes.

Os cientistas aproveitaram para trocar as respostas em alguns casos com avaliações consideradas péssimas, o estado de espirito das pessoas participantes nesse caso apresentou uma relevante piora.

Logo depois, as pessoas que receberam uma avaliação considerada ruim, tinham chances de extravasar o sentimento de vingança, elas então, receberam um boneco vodu para espetar caso sentissem vontade. Após essa brincadeira, obviamente que o humor dos voluntários melhorou.

No segundo teste, 154 pessoas voluntárias participaram de um jogo virtual de basquete, onde eles disputavam uma partida com outro indivíduo. No entanto, os adversários eram robôs programados para serem "fominhas" e não passarem a bola de forma alguma.

Publicidade

Mas, antes de inciar da partida, boa parte dos voluntários tomaram um medicamento (sem saber), que supostamente paralisaria o humor deles. Dessa forma, mais uma vez uma nova oportunidade para extravasar o sentimento de vingança foi dada, permitindo que o jogador emitisse um som estridente e extremamente alto toda vez em que ela se sentisse prejudicada na partida.

Os voluntários que não tomaram o medicamento de acordo com os cientistas, não quiseram revanche, o que concluíram que supostamente o medicamento não traria nenhuma melhora no humor. Esse experimento ajudou os estudiosos a confirmar que se vingar, ao contrários do que muitos imaginavam até então, é uma atitude de plena consciência e uma escolha feita pela racionalidade e não apenas a emoção daquele momento de desavença. #Curiosidades #Comportamento