Oficialmente, a Agência Espacial Americana (NASA) estuda o universo e tudo que há nele. Extraoficialmente, teóricos da conspiração acusam o órgão de esconder evidências de objetos voadores não identificados (ovnis/UFOs).

Agora, imagens de um suposto UFO, captado pelo Google Earth em uma pista do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL), na NASA, em Pasadena (EUA), gera frenesi entre entusiastas da conspiração.

As fotos captadas pelo programa, divulgadas no Youtube, na terça-feira (31), ainda mostram o ovni em locais diferentes. Conspirólogos acreditam que o objeto foi movido em ocasiões diversas.

Para o ufólogo Scott C. Waring, proprietário de um site especializado no assunto, o programa da empresa Google registrou uma nave autêntica nas instalações da agência espacial.

Publicidade
Publicidade

"Ele encontrou um verdadeiro disco voador estacionado perto do laboratório militar secreto no topo da montanha”, comenta.

Apesar dos crentes avaliarem as naves como sendo extraterrestres, eles também consideram a possibilidade dessas estruturas serem duplicadas pelos governos dos EUA e da Rússia.

Adeptos da teoria alienígena acentuam que desde a Segunda Guerra Mundial, entidades governamentais fabricam os próprios UFOs.

O método é conhecido como engenharia reversa – processo que visa descobrir os princípios tecnológicos e o funcionamento de um dispositivo.

Em resumo, teóricos ressaltam que ovnis acidentados foram recuperados e reproduzidos pelos cientistas.

Portanto, no entendimento dos pesquisadores, existe a chance dos norte-americanos desenvolverem objetos voadores esféricos a partir da tecnologia alienígena recuperada ao longo das décadas.

Publicidade

Até o momento, a Agência Espacial Americana não comentou sobre o hipotético UFO flagrado no JPL.

Abaixo, veja o vídeo da “descoberta”.

HACKER DESCOBRE EVIDÊNCIAS ALIENÍGENAS NO GOVERNO DOS EUA

Embora a NASA negue a existência de entidades biológicas inteligentes fora do nosso planeta, o hacker escocês Gary Mckinnon, ao penetrar nos servidores da agência, do Pentágono e de outros órgãos do país, descobriu documentos secretos relativos ao assunto.

Mckinnon foi preso e proibido de entrar nos Estados Unidos depois de encontrar uma planilha da Marinha, onde havia uma lista com os seguintes dizeres: “agentes não humanos”.

Nela, ele reparou a existência de centenas de nomes listados naquela bizarra seção.

O escocês ainda alega ter visto a fotografia de um enorme UFO com o clássico formato de charuto.

Abaixo, veja e depoimento e conheça a intrigante história do hacker Gary Mckinnon (vídeo legendado).

#Curiosidades #Viral #Internet