Habitantes da cidade litorânea de Busan (Coreia do Sul) estão espantados com o surgimento de enigmáticos pilares de luz sobre o município, no domingo (5).

Embora o fenômeno seja um mistério a ser solucionado, a emissora sul-coreana YTN News, diz que a população avalia um objeto voador não identificado (ovni/UFO) como sendo o protagonista do evento.

Segundo a #Mídia do país, desde sexta-feira (3) moradores presenciam aparições de cerca de dez pilares de luz.

Compartilhando o mesmo sentimento de desconfiança da população de Busan, que acredita na ideia do episódio ser um “sinal do fim dos tempos”, o ufólogo Scott C. Waring, atualmente residindo em Taiwan, põe “fogo na lenha” ao opinar sobre o acontecido.

Publicidade
Publicidade

Para ele, o Grande Colisor de Hádrons, na fronteira entre a França e a Suíça, pode ser o causador do estranho acontecimento. Waring avalia a ideia dos cientistas envolvidos no projeto estarem próximos de desenvolver um buraco negro.

“No entanto, estou preocupado sobre o fato de ser causado pelo CERN. A última coisa que queremos é um buraco negro que iria comer a terra de dentro para fora. Isso poderia ser o CERN”, comenta em seu blog particular.

Contudo, o pesquisador ainda acrescenta outra teoria bizarra para elucidar a incógnita, como a chegada de alienígenas, por exemplo.

Conforme o ufólogo, pilares semelhantes foram observados em todo o mundo, e apesar dos cientistas enfatizarem que eles são formados a partir de uma combinação de luzes e efeitos climáticos, no entendimento de Waring, é possível que extraterrestres estejam manipulando a cena.

Publicidade

“Podem ser causados ​​por uma frota de ovnis, ou são seres de luz, vigiando uma área juntos? Talvez, mas parece natural, como a Aurora Boreal”, comenta.

Mistério resolvido?

Ainda que Waring e entusiastas da teoria alienígena suspeitem de atividades de seres de outras dimensões, o Escritório Regional de Meteorologia de Busan, em entrevista à emissora YTN, esclarece que a iluminação dos barcos pesqueiros são refletidas pelos cristais de gelo dentro das nuvens, ocasionando o intrigante efeito.

"[A luz] está refletindo sobre a nuvem ou algo assim, do lado que vemos, a luz é dito ser um polo de luz porque se parece com um polo”, fala Eum Ki-cheol, do departamento meteorológico.

Abaixo, veja a reportagem sobre a ocorrência em Busan. Na sequência, assista a um vídeo sobre a formação de pilares ao redor do globo.

FENÔMENO AO REDOR DO MUNDO

#Curiosidades #Internet