Segundo o que contam, algumas pessoas, alguns homens em especial, sentem um tipo de tremelique, ou seja, um arrepio esquisito na hora de fazer #xixi, mas será que isso seria normal?

Os #arrepios que uma pessoa sente ao #urinar são mais frequentes em homens e mais raros de ocorrer em mulheres. É um fenômeno que provoca um tipo de contração breve, sendo assim algo como uma mioclonia (contração involuntária e repetida dos músculos). E não deve ser confundido com síncope de micção (sensação de desmaio ao urinar), que diferentemente, deixa a pessoa pálida, enjoada e com perda da consciência.

Sentir tremeliques é normal

Segundo a bióloga Karlla Patrícia, é muito normal uma pessoa sentir tais calafrios, algo que normalmente ocorre com os homens quando eles terminam de urinar.

Publicidade
Publicidade

Tal arrepio é inevitável na maioria das vezes e ocorre por conta da incontinência momentânea que acontece quando se termina de fazer xixi, evento este que é cientificamente conhecido como síndrome da convulsão pós-micção.

O que ocorre quando a pessoa vai urinar é que o nervo parassimpático faz a bexiga se contrair. Neste momento, ocorre essa inibição do sistema nervoso simpático, isso faz com que o esfíncter (estrutura muscular da genitália), relaxe, para que a urina passe mais facilmente pelo canal.

Depois que a bexiga esvazia por completo, a atividade é interrompida e o nervo é ativado para fechar o esfíncter. E é neste momento que pode ocorrer o arrepio na espinha, segundo o professor de urologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Fernando Almeida, que expôs a teoria que foi mais aceita pelos cientistas até a atualidade sobre o tal fenômeno.

Nada foi comprovado

Mesmo com todas essas suposições criadas pelo professor, essa ainda é uma teoria sobre o assunto, a qual ainda não foi devidamente confirmada pois alguns cientistas ainda vivem atrás de respostas para tais sintomas sentidos por algumas pessoas.

Publicidade

Outra possibilidade abordada por eles é que uma pessoa pode sofrer algum tipo de queda de pressão no momento de urinar e isso pode estar relacionado diretamente ao tal calafrio. Por outro lado, outros estudiosos abordam a ideia de que o fenômeno possa estar ligado à perda de fluidos quentes. Ou seja, o tal arrepio ainda é uma incógnita para a ciência.