Um vídeo que foi postado no canal YouTube está causando grande revolta entre os internautas. As imagens mostram um defunto sendo carregado do seu próprio velório. O corpo do homem foi retirado do local sem nenhuma autorização da família ou amigo do morto. O fato, segundo o site de notícias R7, aconteceu devido a uma dívida de aproximadamente R$100,00 que a família ficou tendo com os donos da funerária.

Essa situação triste e constrangedora aconteceu no povoado Greater Accra, região ao sul de Gana. As pessoas que estavam no velório relataram que, um pouco antes do enterro, dois homens chegaram no local bem nervosos e gritando com os familiares do morto para se afastarem do caixão. Armados, os funcionários da funerária abriram o caixão e retiraram o corpo de dentro.

Publicidade
Publicidade

Os homens diziam que o corpo não seria devolvido até que as roupas que ele estava vestindo fossem pagas pela família.

A notícia ganhou grande repercussão na mídia internacional. O jornal britânico Daily Mayl informou que a confusão iniciou quando a família tomou a decisão de não pagar as vestimentas à vista. O jornal ainda informa que a família tinha um conhecido que trabalhava na funerária e isso facilitou para que as roupas fossem pagas depois. Todavia, assim que o proprietário do local descobriu a dívida, foi logo tratando de garantir o recebimento.

O vídeo foi gravado pelas pessoas que estavam se despedindo do morto. As imagens duram, em média, 15 segundos, porém, foi o suficiente para perceber a agressividade dos homens e a humilhação dos familiares. Alguns dos presentes gritavam com os homens que violavam o caixão pedindo para que eles parassem, porém, eles não os ouviam.

Publicidade

Muitos estavam chorando quando a dupla saiu do cemitério com o cadáver. Foram avisados mais uma vez: "Vocês terão seu morto de volta se pagarem o que devem".

Somente após dois dias após do ocorrido, foi que a família conseguiu reaver o corpo. Segundo os jornais, foi feita uma negociação entre os familiares e a funerária, que abaixou o preço da roupa para R$ 66,00. A família disse que farão com que os homens que levaram o corpo tenham que se explicar judicialmente.

#Curiosidade #Morte