Tatuar o corpo não é uma moda ou invenção nova. Muito pelo contrário, esse hábito é, muitas vezes, considerado como uma das relíquias deixadas por nossos antepassados. Existem provas arqueológicas que afirmam que as tatuagens já eram feitas no Egito entre os anos 4.000 e 2.000 a.C. ou seja, essa não é uma moda passageira, como muitos pensam.

Antigamente, o hábito de tatuar o corpo era visto com mais naturalidade que hoje. No entanto, essa história começou a mudar na Idade Média. No ano de 787, a Igreja Católica decidiu que tatuar o corpo não era mais uma prática aceitável.

O papa chegou a considerar a prática como demoníaca, caracterizando-a como uma forma de vandalismo do próprio corpo.

Publicidade
Publicidade

Nesse mesmo ano, o ato de tatuar foi completamente proibido na Europa.

Mesmo se passando mais de mil anos, ainda hoje vemos vestígios dessa proibição feita pelo papa. Muitas vezes, algumas pessoas tatuadas dizem serem vítimas de preconceito, dependendo do lugar em que vão. Mas isso não é o suficiente para que elas desistam de se tatuarem ou removam o desenho.

A respeito desse tema, um site na internet decidiu tratar do tema de uma maneira mais divertida. Eles divulgaram dez pessoas que fizeram tatuagens relacionadas ao desenho Pokémon e, por algum motivo, acabaram se arrependendo. Confira:

Essa pessoa que escreveu o nome do personagem Geodude se esqueceu que esse tipo de tatuagem é feita em todos os dedos e não somente em sete.

Muitos internautas dizem que esse desenho está mais parecido com um pokebomba do que com uma pokebola.

Publicidade

Essa tatuagem prova que Pikachus zumbis não são boas opções de #Desenhos.

Dois mascotes japoneses eternizados em uma tatoo.

Esse desenho ficou lindo. O personagem Ash nunca vai envelhecer, ao contrário do dono da tatoo.

Gostaríamos muito de saber o que essa tatoo significa, porque não é todo dia que vemos um Dragonair atravessando um pescoço desse jeito.

Se alguém já se perguntou como seria o Pikachu estilo metaleiro, está aí a resposta.

O tatuador tentou reproduzir um Charmander, mas acabou saindo isso aí.

Bastou um pouco de criatividade e um tatuador habilidoso para transformar esse rabisco duvidoso em uma obra de arte.

Um Leafeon na forma humana, um pouco sexy demais.