“O tempo voa”, essa é uma das muitas expressões usadas pelos brasileiros para dizer que o tempo passa muito rápido. Muitas pessoas dizem que um dos fatores que faz parecer que o tempo passa rápido é o excesso de trabalho. Às vezes, nos dedicamos tanto a algumas coisas que, quando percebemos, não há mais tempo de fazermos o que realmente queríamos.

Baseado no que está sendo dito, um site na internet decidiu listar algumas mudanças que ocorreram nos últimos 11 anos.

A respeito de música, o que estava no auge em 2005 era a banda CPM22. “Volto o relógio para trás tentando adiar o fim”.

A Bruna Marquezine, que hoje é um mulherão, na época, era apenas uma criança de 10 anos.

Publicidade
Publicidade

Grazi Massafera não era atriz e Jean Wyllys não era deputado. Eles eram ainda BBBs no início da fama.

Hoje, o principal aplicativo para troca de mensagens é o WhatsApp. Há 11 anos era o MSN, que permitia colocar versos de músicas em seu status e chamar a atenção de quem demorava a responder.

O principal programa para gravar CD’s era o o Nero.

Os celulares eram bem mais simples do que os de hoje. As pessoas os usavam, basicamente, para realizar chamadas e enviar torpedos.

Na hora das fotos, nada melhor que ostentar com a câmera digital, que servia unicamente para isso.

As webcans não vinham acopladas aos computadores, então, era comum ver uma dessas em cima do monitor.

O GPS ainda não era tão populare como atualmente. Na hora de viajar, era necessário imprimir todos os mapas pelo Google Maps.

Publicidade

A qualidade do site YouTube era péssima. Ao longo dos anos, foi melhorando.

Quando o YouTube foi lançado, o Christian Figueiredo, um dos vloggers mais famosos do Brasil, tinha só 10 anos de idade.

Há 11 anos, você ainda fazia lindos depoimentos para seus amigos do Orkut.

Enquanto hoje, quase ninguém mais usa e-mail fora do trabalho, em 2005, os internautas “brigavam” para conseguir um convite para o GMAIL.

Netflix? Que nada! Se quisesse assistir algum filme tinha que ir à locadora.

Em 2005, a empresa aérea Varig ainda existia. Ela faliu em 2006.

#Curiosidades