O ideal é que os dois parceiros sintam-se felizes e confortáveis no #Relacionamento. Para isso contribuem uma disposição - da parte de ambos - para o diálogo além de respeito e tolerância mútuos. Infelizmente, muitas pessoas sentem que não podem ser honestas com seus parceiros sobre certos assuntos muito importantes. Entre as #coisas que muitas mulheres escondem de seus namorados, maridos, etc., estão estas quatro:

1 - Quilinhos a mais

Aterrorizadas pelos quilinhos a mais que ganharam e o possível feito deles em seu relacionamento, algumas mulheres garantem que estão apenas, por alguma razão, inchadas. O problema é que, mais cedo ou mais tarde, expulso pela porta, este tipo de assunto acaba voltando pela janela - e nos momentos mais desagradáveis.

Publicidade
Publicidade

2 - Gastos a mais

Talvez seguindo a teoria segundo a qual o que os olhos não veem o coração não sente, muitas mulheres fazem gastos sem contar ao parceiro. Este comportamento pode não só gerar desconfiança e sentimento de traição por parte dele como criar problemas financeiros para o casal. Em tempos de crise como este que o país atravessa agora, este comportamento é ainda mais perigoso.

3 - Que simplesmente estão indispostas para o sexo

Em vez de dizer a pura e simples verdade, muitas mulheres inventam uma desculpa para não manter relações sexuais. A dor de cabeça é provavelmente a campeã entre os pretextos para rechaçar os ardores masculinos.

4 - Ódio da mãe do parceiro

A relação entre mães e filhos, claro, é muito forte. Por isso, muitas mulheres acham melhor camuflar o ressentimento que sentem diante de certos comportamentos da sogra, como, por exemplo, indiretas, interferências na administração do lar e tentativas de sabotar o relacionamento entre filho e nora.

Publicidade

O estereótipo popular das sogras como criaturas mesquinhas e encrenqueiras é certamente uma generalização injusta, mas infelizmente alguns membros da categoria fazem o que pode para corresponder à descrição. E aí fica posto o dilema: ou engolir todas as provocações e maldades com um sorriso ou colocar a boca no trombone e arriscar que ele tome o partido da mamãe.