Além do prazer e bem-estar, a prática sexual tem outros vários efeitos interessantes e muito menos evidentes sobre o organismo humano. Entre as mudanças que o #sexo promove no corpo e que a ciência tem descoberto, são especialmente dignos de nota os seguinte cinco:

1 - Fortalecimento do sentido do olfato

Cientistas da Universidade de Calgary, localizada no Canadá, na província de Alberta, descobriram que hormônios como a prolactina, cuja liberação é promovida pelo gozo, ajudam a criar células nervosas no bulbo olfativo do cérebro. Assim sendo, há boas razões para acreditar que a acuidade do olfato humano é estimulada pelo sexo.

Publicidade
Publicidade

2 - Criação de células cerebrais

Um estudo levado a cabo pela famosa universidade americana de Princeton, localizada na Costa Leste dos Estados Unidos, concluiu que relações sexuais estimulam a formação de células cerebrais em uma região do cérebro responsável pela memória, o hipocampo.

Arun Ghosh, médico do Spire Liverpool Hospital, localizado na cidade Liverpool, no Reino Unido, diz que quanto mais relações sexuais são praticadas, mais células do hipocampo são produzidas.

3 - Inibição da dor

Barry Komisaruk, professor da Universidade Rutgers, nos Estados Unidos, chegou à conclusão de que o gozo sexual inibe a liberação de transmissores responsáveis por estimular os neurônios encarregados da sensação de dor.

A capacidade do gozo de aumentar o limiar a partir do qual o organismo sente dor foi comparada pelo respeitado especialista com a da morfina.

Publicidade

4 - Ajuda a prevenir a incontinência urinária

O doutor Gillian Vanhegan é porta-voz do Royal College de Obstetras e Ginecologistas. Segundo ele, a prática sexual ajuda a prevenir a incontinência urinária, ou seja, a perda da capacidade de controlar a urina. Isso acontece porque o sexo ajuda a fortalecer os músculos pélvicos, que controlam o fluxo do líquido.

5 - Facilita dormir

Ainda segundo o doutor Arun Ghosh, o clímax sexual induz ao sono. O médico afirma que seu efeito é comparável com o do tranquilizante Valium.