Dizer ao marido que ele está ficando cada vez mais careca ou comparar o namorado atual ao ex. Esses dois exemplos de comentários femininos feitos, muitas vezes, sem intenção de ferir o parceiro, mas que podem dar início a uma verdadeira guerra na relação.

Nem sempre elas percebem, mas há assuntos que devem ser evitados em uma conversa com o #sexo oposto ou abordados de uma forma menos traumática. Falar da aparência masculina ou comparar o comportamento do parceiro ao de outro homem são tabus e podem deixá-los incomodados.

Os maiores tabus ainda são da esfera sexual. As dificuldades sexuais hoje são grandes, afetam grande parte dos homens, e eles têm dificuldade de admitir isso.

Publicidade
Publicidade

Recomenda-se sutileza para tratar aspectos sexuais e financeiros. A mulher nunca deve rebaixar o desempenho dele.

Ela deve se colocar como parceira. Entende que homens e mulheres têm suas diferenças, por isso o comentário que afeta um gênero não incomoda o outro. Os códigos que homens e mulheres usam para avaliar a mesma situação criam esses abismos.

Apesar de se apresentar como o elemento mais forte do relacionamento a dois, o homem é tão frágil quanto a mulher. O homem e a mulher têm sua sensibilidade única, própria. Apesar disso, homens e mulheres ainda têm dificuldade de entenderem as demandas afetivas do sexo oposto.

Isso acontece por conta das diferenças emocionais, físicas e reacionais dos gêneros. São os papéis sociais e sexuais que determinam esta briga de poder eterno entre eles e elas.

Publicidade

Aprenda o que não dizer a um homem:

Aparência - brincadeiras pesadas, como “Vou lhe dar uma peruca de presente” ou “Você está grávido? Menino ou menina?”. Dica: humor é uma boa saída para apontar algo, mas pegue leve ao falar sobre a aparência dele. Eles são vaidosos e se importam com a opinião

Habilidades - debochar do parceiro, principalmente diante de outras pessoas, com frases tipo: “Ele diz falar inglês, mas se embola todo quando a gente viaja”. Dica: homens costumam se vangloriar de suas habilidades, principalmente entre amigos. Comentário negativo da companheira, mesmo de brincadeira, pode deixá-lo sem graça. É melhor ignorar exageros do parceiro.

Comportamento - vigiar seu companheiro e emendar comentários negativos como: “Nossa, amor, você vai comer isso tudo?”. Dica: eles não gostam de ter o comportamento criticado, principalmente na frente de outras pessoas. Se tem algo a dizer, fale com ele a sós. Sem agredir.

Medos - colocá-lo contra a parede em situações que expõem inseguranças e medos dele, tipo altura, andar de patins ou fazer discurso. Dica: muitos homens não assumem, mas têm dificuldades de executar algumas tarefas. Converse com calma para não impor algo que ele abomina.

Lição de moral - longos discursos e frases como: “Meu pai nunca faria desse jeito”. Dica: seu parceiro não é criança e não merece lição de moral. Seja franca e explique como você se sente. #sexualidade #Relacionamentos