Há algumas atitudes que podem acabar com um #Relacionamento. Muitas vezes, essas atitudes podem virar a causa de uma discussão, que termina da pior maneira. Causa prejuízos emocionais, ou, em casos mais extremos, agressões físicas.

Porém, existem maneiras de evitar esses atitudes. Um estudo realizado por terapeutas revela quais são elas. Confira abaixo:

Falta de amizades e tempo de lazer

Muitas pessoas pensam que para um relacionamento durar é necessário passar muito tempo com o seu parceiro(a). É verdade, mas todos devem ter uma tempinho para se dedicar aos amigos e familiares. somente o parceiro(a) não consegue suprir todas as necessidades de socialização.

Publicidade
Publicidade

É necessário entender que tanto você quanto ele(a) deve ter horas de lazer sozinhos, como sair com os amigos para jogar bola ou conversar.

Quase não se tocam

Em um relacionamento é essencial a presença do toque. Demonstrar afeto pelo seu parceiro(a) é importante e vai deixar a relação cada vez melhor. Toques rotineiros que demonstrem carinho e amor farão o #Casal se aproximar cada vez mais e, consequentemente, aumentar a intimidade entre ambos.

Más influências

A #amizade é um fator muito importante na vida de qualquer um, mas é preciso tomar cuidado com amizades tóxicas. Uma amizade errada pode afetar muito o relacionamento, muitas vezes levando para caminhos que a pessoa não quer. Ela pode até ser influenciado a cometer erros imperdoáveis, que não terão mais volta.

Organização e limpeza

Diante de estudos feitos com casais, foi constatado que, quando apenas um dos cônjuges fica encarregado de fazer todas as tarefas domesticas, ele acaba criando um certo tipo de ressentimento, que pode levar a uma má conexão entre o casal.

Publicidade

O ideal é que os parceiros façam uma tabela e dividam as tarefas domésticas de igual para igual. Deste modo, a tensão entre o casal diminuirá.

Falta de comunicação

A comunicação é extremante necessária em um relacionamento. Não se pode apenas perguntar ao outro como foi seu dia, é necessária uma conversa mais ampla e demonstrar interesse genuíno na resposta. Outra coisa indicada pelos terapeutas é que se faça perguntas questionando o que há de bom e o que pode melhorar no relacionamento. No começo pode parecer estranho, mas com o tempo o casal se acostuma e as conversas se tornam algo normal e satisfatórias.

Síndrome do colega de quarto

Apesar de muitos não saberem, a síndrome do colega de quarto existe. Ela é silenciosa, mas pode destruir qualquer relacionamento. Quando essa síndrome está presente, o casal sente como se vivesse uma vida separada, e não como um casal, o que deveria estar acontecendo. Especialistas recomendam que, para evitar o surgimento da síndrome, o casal escolha uma atividade que os deixem felizes e passem a praticar juntos. Consequentemente, o casal se aproximará cada vez mais.