Sabe-se que não é fácil para manter uma relação sempre amistosa com as pessoas de seu convívio. Por mais que se goste do seu companheiro ou companheira, com o passar do tempo, sempre vão ocorrer alguns conflitos; uns mais graves e outros nem tanto.

Há relatos de casais que, após um bom tempo juntos, tiveram que se separar. Boa parte dessas separações se deve à mudança no comportamento de uma das partes.

A respeito disso, um site na internet listou 6 erros que, geralmente, são cometidos por casais. Então, para você que pretende preservar seu relacionamento, preste atenção nessas dicas. Elas podem ser valiosas para o futuro de sua relação.

Agressividade Gratuita

Essa atitude é de pessoas que não sabem dialogar e “explodem” quando se sentem pressionadas. Agir com agressividade nunca é a maneira correta de se resolver os problemas, bem pelo contrário, essa é uma forma de mostrar que o respeito, fator essencial para todo #Relacionamento, já acabou faz tempo.

Palavras mal ditas

Existe uma comediante que tem um bordão que explica exatamente esse tópico. “Eu só abro a boca quando eu tenho certeza”. E é isso. Palavras ditas de maneira errada podem gerar um mal-estar no relacionamento. Então, até que você tenha certeza do que está querendo dizer, prefira o silêncio.

Perda de confiança

Confiança é algo que se demora uma vida inteira para conseguir e um segundo para perder, em um relacionamento ela tem o dever de existir, ou tudo perderá o sentido.

Ameaça e chantagem

Ameaça e chantagem não são boas para nenhuma relação. Se já não existe amor, ações como ameaçar e chantagear só aumentará a distância entre o casal.

Indiferença

A indiferença é o mesmo que o desamor. Geralmente, quem age assim não está se importando tanto com a relação, então é nessa hora que a gente enxerga que o fim está perto.

Grosseria

Grosseria gera grosseria. Esse é um tópico que merece muito a atenção de um casal, pois, qualquer palavra dita da maneira errada pode ser entendida como uma grosseria, até mesmo um “oi”. Então, nada melhor que tratar seu(sua) parceiro(a) da maneira que você gostaria de ser tratado.