Para os papais e mamães de gatos perceber que seu bebezinho de quatro patas está com problemas não é muito difícil. Aqui teremos algumas dicas de evitar futuros incômodos:

  1. Leve ao veterinário pelo menos uma vez ao ano: assim como seres humanos, os #Gatos também necessitam de uma visita ao médico pelo menos uma vez ao ano. Além disso a urina, fezes, e comportamento do animal deve ser observado, se por acaso notar algo de anormal a visita ao veterinário deve ser adiada. Não se esqueça de vacinar seu animalzinho todo ano e lembre-se que os vermífugos e antipulgas devem der aplicados a cada 6 meses no caso de gatos que não tem contato com a rua e cada 3 meses para aqueles que gostam de passear.
  2. Animais castrados são mais saudáveis: ao menos que deseje a procriação, procure a castração ou esterilização de seu animal, assim eles ficam protegidos de doenças como tumores mamários e os cânceres de ovário, útero e testículos.
  3. Cuide da pelagem de seu animal: escovar o bichano diariamente deve ser prioridade, os gatos tem costume de fazer sua limpeza diária, quando é realizado a escovação do animal a probabilidade de ingestão de pelos é muito menor, diminuindo também a quantidade de bolas de pelos.
  4. Cuidado com a alimentação: evite oferecer leite, peixe, alimentos apimentados ou qualquer outro alimento que não seja ração ou petiscos especiais para gatos. Prefira a ração específica para o perfil de seu gatinho (castrado, filhote, adulto, idoso etc.) Não coloque a ração em grandes quantidades, pois perde o aroma e o animal perde o interesse na comida. Em relação a água troque ao menos duas vezes ao dia para deixá-la sempre fresquinha.
  5. Brinque com o gato diariamente: os gatos tendem a ser preguiçosos porém necessitam de exercícios, você pode optar pela erva de gato, que ajuda o bichano a manter o interesse na brincadeira,a diversão diária ajuda a prevenir o sedentarismo e a obesidade felina.
  6. Plantas: não são todos os tipos de plantas que os gatos podem ingerir, existe uma graminha específica para eles, essas ajudam na fisiologia dos bichinhos, ajudando a compor bolas de pelos mais firmes. Essa graminha especial para os felinos vende em pet shop;
  7. Evite sininhos na coleira: eles são caçadores e necessitam do silêncio para atacar a presa (insetos, roedores, pássaros etc.) No momento que o gato faz barulho, a presa acaba escapando e a autoestima do animal vai ao chão, prejudicando em sua #Saúde.