Para que você reconheça de imediato sobre o que falamos, a #paralisia do sono, vamos identificar um tipo de acontecimento. Já aconteceu, alguma vez, de você estar dormindo, sonhando com algo meio angustiante, e tentar se mexer e não conseguir? Tentar sair daquela situação de medo, pavor ou angústia, mas sentir-se preso, sem conseguir se mover? Você está no sonho ou pesadelo, mas de certa forma está acordado, porque se dá conta que quer sair dali e não consegue; você tenta se mover mas o seu corpo não reage, você está paralisado. Pois é, em resumo, paralisia do sono é isso. Quem conhece, já teve e lembra da sensação sabe o quão angustiante é passar por isso.

Publicidade
Publicidade

Às vezes é um pesadelo pesado no qual o perigo se aproxima e não conseguimos sair do lugar, nem mexer, parte alguma do corpo. Outras vezes é algo não tão assustador, mas que faz com que tentemos sair daquele sonho e não conseguimos.

O fotógrafo Nicolas Bruno tem esse problema desde jovem, desde os 15 anos. O que ele fez? Decidiu confrontar seus pesadelos. Como ele é fotógrafo conceitual, transformou seus pesadelos em fotos. Ele diz que é uma ótima saída terapêutica (veja as imagens no final do texto).

O que é a paralisia do sono

Trata-se de uma paralisia temporária, que acontece logo ao despertar ou imediatamente antes que a pessoa adormeça. Nessa fase, conhecida como Atonia REM, os olhos se movem rapidamente, daí a sigla REM (rapid eye movement) e nesse momento, a atividade cerebral é parecida com a que se tem quando se está acordado.

Publicidade

O que realmente acontece é que, nessa fase do sono (que ainda não é um sono profundo), nosso cérebro paralisa os músculos, para prevenir que algumas partes do corpo sofram lesões, caso sonhemos que estamos caindo ou que damos uma batida na parede, por exemplo. Nesse caso, ´cérebro "não percebe" o que acontece e não desativa o estado de paralisia. O resultado: a pessoa fica consciente, mas sem condições de se mover. Esse estado pode vir acompanhado das chamadas alucinações hipnagógicas, com imagens e sons envolvidos - o que torna a condição ainda mais desesperadora.

Alguns cientistas acreditam que muitos relatos de abduções alienígenas e encontros com fantasmas tenham esse fenômeno por trás, mas são apenas especulações.

Os sintomas podem durar poucos segundos ou mesmo vários minutos e eles podem ser assustadores para alguns indivíduos.

Fatores que podem causar a paralisia do sono

Estudos sugerem que alguns fatores podem aumentar a probabilidade de que ocorra paralisia do sono e alucinação, veja quais:

  • dormir de barriga para cima;
  • sono irregular ou privação do sono;
  • alto nível de stress;
  • sono induzido, por meio de medicamentos, como anti-histamínicos;
  • uso recente de drogas alucinógenas (neste caso, como no de medicamentos, se trata de uma situação induzida por meios externos)

As imagens do fotógrafo Nicolas Bruno

Qual será a agonia nesta imagem? Estar com aquilo na cabeça, prestes a afundar e não conseguir tirar?

Outro relacionado com água.

Publicidade

Há algo mais assustador que isso? Tentar sair da água e notar que está sem condições de se mexer?

Imagine alguém tentando lhe pegar, você com a cabeça tapada e amarrado a uma cadeira. Detalhe: paralisado.

Pode parecer meio sem sentido, mas imagine que cenário assustador esse.

Pense em uma situação de desespero e agonia, além de medo, muito medo. Agora multiplique por 2. O detalhe, de novo? Você estar paralisado.

Agora nos conte se você já passou por alguma situação semelhante, e como foi.

Leia também:

Quantas imagens tripofóbicas você aguenta olhar?

Morra de fofura: pais colocam bebê em possíveis profissões