Todos os dias casos, de #superação circulam pela internet. Muitas pessoas provam que a força de vontade pode vencer qualquer obstáculo. Muitas vezes, uma simples decisão pode mudar o destino de uma pessoa para sempre. Nesse momento, a palavra “superação” ganha força, mostrando o seu real significado.

Um morador de rua chamado Khalil Rafati levava uma #vida sofrida. Dormindo nas ruas de Los Angeles, o rapaz convivia diariamente com o vício das #drogas. Acostumado a altas dosagens, no ano de 2003, as drogas quase tiraram sua vida.

Khalil sofreu uma overdose e a equipe médica chegou a usar um desfibrilador para tentar salvá-lo.

Publicidade
Publicidade

O caso chamou a atenção porque essa era a nona vez que o rapaz sofria uma overdose e o que pareceria ser o fim de mais caso de uso de drogas, teve um final totalmente inesperado e emocionante.

Khalil resolveu mudar de vida. Depois de tantos problemas de saúde e até mesmo criminais, o rapaz começou a frequentar um centro de reabilitação onde ficou por cerca de 4 meses, conseguindo acabar com seu vício mortal.

Ao se recuperar, ele resolveu entrar no mundo do empreendedorismo, criando uma empresa de marca de comida saudável, sediada na Califórnia, a qual o tornou um milionário. A marca Sunlife Organics ficou muito conhecida na região por apresentar uma alimentação saudável e descomplicada.

Sua receita anual saiu dos US$ 0,00 para incríveis US$ 6 milhões. Hoje, o rapaz tem 6 lojas físicas que vendem desde sucos a cafés, além de também abrir uma loja de roupas de sua marca.

Publicidade

E se você acha que parou por aí está completamente enganado! Ele ainda planeja levar sua companhia para mais 16 estados americanos expandindo também para o Japão.

Uma história que poderia ter tido um fim trágico, se transformou em inspiração para que pessoas simples larguem o vício que mais mata no mundo. Além de destruir famílias inteiras, as drogas trazem diversos problemas externos como brigas, problemas de saúde entre muitos outros.

Cada pessoa é livre para seguir o destino que quiser, porém, não poderá fugir das consequências de tal decisão.