A revista #PlayBoy chegou a ter tiragem de mais de 1 milhão de exemplares, e nos seus últimos 2 anos teve uma triagem em média de 75 mil exemplares forçando a editora a encerrar suas atividades, e foi uma perda muito grande para os homens que curtiram as lindas modelos por 40 anos.

Hoje vamos relembrar as capas mais vendidas no Brasil, com certeza você já teve alguma em casa.

Carla Perez — outubro de 1996 — vendas 778.026

A primeira vez que Carla Perez pousou para a revista foi em outubro de 1996, os exemplares foram um sucesso de vendas, nessa época Carla ainda não tinha nenhum tipo de cirurgia plástica. Carla Perez ainda foi capa de mais duas edições da revista em abril de 1998 e em dezembro de 2000.

Publicidade
Publicidade

Scheila Carvalho e Sheila Mello — setembro de 1999 — vendas 838.206

Se uma era um sonho na capa, duas então, foi demais. Em setembro de 1999 a revista realizou o sonho de muitos homens, realizaram uma edição com a loira e a morena do jeito que vieram ao mundo, as fotos foram tiradas na floresta amazônica, e a revista foi a quinta mais vendida no Brasil.

Adriane Galisteu — agosto de 1995 — vendas 961.527

Para comemorar seus 20 anos, a revista convidou Adriane Galisteu a ex-namorada de Ayrton Senna, que na época era modelo. Essa edição teve uma foto polêmica onde a musa se depilava, mesmo assim foi a terceira mais vendida no Brasil.

Tiazinha — março de 1999 — vendas 1.223.000

Sucesso absoluto na TV Bandeirante, Suzana Alves a Tiazinha não poderia faltar nessa lista e na história da revista, a musa teve a segunda maior venda de revistas no Brasil.

Publicidade

Feiticeira — dezembro de 1999 - vendas 1.247.000

No top da lista como a mais vendida da história do Brasil, temos a Playboy da Joana Prado a Feiticeira, na época a personagem nunca teria mostrado o rosto, mas na revista todo imaginava que a loira iria revelar seu lindo rosto, talvez por causa dessa curiosidade o número de venda foi tão expressivo, mas a loira não revelou seu rosto frustrando muitos curiosos.

XUXA — dezembro de 1982

Antes da loira se tornar a rainha dos baixinhos ela foi rainha dos grandinhos, no início de sua carreira artística #Xuxa fez alguns trabalhos para revistas masculinas, não sabemos exatamente quantas revistas foram vendidas, pois, apenas em 1994 a revista começou a fazer a contagem oficial.

Um fato curioso é que a loira comprou o máximo de revistas que pode anos depois, e em 2010 entrou na justiça com um processo pedindo ao Google que retirasse tudo que fosse envolvido com Xuxa e seu passado adulto, mas a loira perdeu a causa e hoje você encontra as fotos facilmente pelo Google. #Famosos