Uma das coisas mais importantes da vida é a reprodução. No geral, tirando os métodos sintéticos, para uma mulher engravidar é necessário o ato sexual. Praticamente todo mundo nasceu a partir de uma relação íntima. Por isso, muitos estudos são feitos em torno desse tema, mas você já se perguntou o que acontece com o corpo durante o momento a dois? Pois é, há muitas #Curiosidades a respeito desse assunto que os pesquisadores adoram estudar. Por isso, separamos cinco coisas estranhas que acontecem com o corpo humano, após uma relação sexual. Veja abaixo nossa lista, que tem como referência uma reportagem realizada pelo site 'Meio Norte':

1 - O olfato fica mais estimulado

De acordo com o Doutor Samuel Weiss, um pesquisador canadense, durante o orgasmo é produzido um hormônio com nome estranho, a prolactina.

Publicidade
Publicidade

Esse hormônio faz com que as células do nariz sejam ativadas. Elas mexem mais especificamente com o bulbo olfativo cerebral. Isso faz com que o sentido do olfato seja atingido e a percepção dos cheiros fique ainda maior.

2 - Fim das dores

De acordo com o Professor da University of Rutgers, Barry Komisaruk, que também é neurocientista, ao atingir o momento mais importante da relação íntima, transmissores neurológicos que inibem a dor são disparados na medula espinhal. Dessa forma, os neurônios que "entendem" e reproduzem o sentido da dor ficam inibidos. São esses transmissores neurológicos que explicam, por exemplo, o relaxamento após o momento íntimo. Isso é tão forte que, de acordo com o neurocientista, o efeito que o corpo sente pode ser comparado ao da morfina.

3 - Prevenção contra o câncer na próstata

Outra pesquisa, dessa vez realizada pela Universidade de Nottingham, relva que quem tem mais de 50 anos e ainda mantém atos sexuais com frequência tem menos risco de terem o câncer de próstata, um dos mais comuns nos homens.

Publicidade

4 - Mais células no cérebro

Já um estudo feito pela Universidade de Princeton concluiu que transar ajuda a crescer as células no 'Hipocampo', área do cérebro conhecida pela parte da memória.

5 - Ajuda a dormir

O médico Arun Ghosh, que trabalha no Spire Liverpool Hospital, revela que um ato sexual bem feito chega a ser equivalente a três miligramas do remédio Diazepam, usado como calmante para dormir.