A história a seguir, contada por Paul Amadeus Dienach, foi escrita em diários onde ele anotava as experiências vivenciadas enquanto esteve em coma por cerca de um ano.

Mais tarde, posterior a sua morte, as memórias foram publicadas em um livro chamado “Crônicas do Futuro”. Porém, vale ressaltar que Paul não pretendia tornar pública as recordações de um “outro tempo”.

Embora as afirmações do professor de estudos do idioma alemão, nascido na Europa Central, sejam impossíveis de serem comprovadas, elas, hipoteticamente falando, abrem um novo leque de “verdades” sobre o que consideramos “real”.

As recordações começaram em 1921, quando Dienach entrou em coma ao ser acometido pela misteriosa encefalite letárgica – chamada doença europeia do sono, cuja epidemia assolou o continente naquela época.

Publicidade
Publicidade

Durante o tempo em que passou deitado numa cama de hospital em Genebra (Suíça), disse que no instante em que entrou em coma, sua consciência foi imediatamente transferida ao corpo de outro homem.

Ele se chamava Andrew Northman e vivia no distante futuro 3906. Conforme o autor, o indivíduo era físico e também havia sofrido um grave acidente, onde experimentou uma experiência de quase morte (EQM).

Porém, quando Andrew Northman, cuja consciência era habitada por Paul Dienach, acordou, imediatamente familiares estranharam o idioma suíço do século XX falado por ele.

Além disso, Northman, que na verdade era Paul, não reconheceu os parentes e também não conseguia mais dormir. Devido a excitação do acontecido, o professor estava em estado de “êxtase”.

Entretanto, ao contrário da nossa época, onde a possibilidade da consciência permanecer intacta após a morte é ridicularizada pela ciência, habitantes do futuro já sabiam que esse tipo de coisa acontecia.

Publicidade

No livro, Paul revelou o fato da nova família do ano 3906 notar a manifestação de uma consciência diferente no corpo de Andrew Northman.

Ao perceberem outro indivíduo na mente de Northman, os parentes resolveram contar a ele tudo que havia acontecido no mundo desde o século XXI até aquela data.

Entre tantos eventos descritos na obra, os sujeitos explicaram que uma nova espécie de humanos havia surgido na Terra, o Homo Occidantalis Novus (veja foto do livro lançado na Grécia).

MANTIDO EM SEGREDO

Após despertar no presente (1921), depois de um ano “inconsciente” aos olhares dos amigos, o professor resolveu manter silêncio a respeito da insólita aventura.

Todavia, quando mudou para a Grécia aos 36 anos, onde lecionava francês e alemão em uma escola, conheceu George Papahatzis, que foi a pessoa responsável por ler as anotações do professor e publicá-las depois dele morrer de tuberculose, em 1924 (imagem ilustrativa).

Publicidade

PROFECIAS”

Como é impossível detalhar todas as previsões fornecidas a ele pelas pessoas do futuro, vamos elencar as principais.

2300-2400

Uma destruidora guerra mundial ocorre em 2309, matando milhões de pessoas. Em 2396 um governo mundial é estabelecido com objetivo de impedir futuras guerras.

2400-2600

Grupos de ciberativistas ameaçam o governo global por meio de invasões aos computadores do regime. Em 2600, o setor privado e os governos nacionais desempenham um papel menor nos assuntos mundiais à medida que as pessoas adquirem uma consciência planetária.

2600-3400

A maioria dos humanos se comunica por telepatia, e a ciência faz surpreendentes descobertas sobre o interior do planeta, incluindo a revelação de um “sol e atmosfera interna”.

3400-4000

O mundo entra na “Era de Ouro da Civilização Mundial”. Os novos líderes combinam qualidades de filósofo, cientista, artista, místico e muito mais. As pessoas são capazes de criar objetos a partir do pensamento. #mistério #Literatura #Curiosidades