Quem tem #Cachorro em casa sabe como é difícil comer alguma coisa e resistir à aquele olhar pidão ao seu lado querendo um pedaço. Porém, ao invés de agradar dando um pedaço, você pode está causando danos irreversíveis ao seu amigo de quatro patas.

Para te ajudar a não cometer erros graves com seu cãozinho, leia a lista abaixo e descubra quais são esses alimentos prejudiciais, suas causas e consequências.

1. Chocolate

O chocolate é um clássico, já é bem conhecido entre os alimentos prejudiciais para os cães. Dizem que "quanto mais negro o chocolate, mais perigoso". Ele possui cafeína e teobromina que em grandes quantidades provoca vômito, dores abdominais, um ritmo cardíaco irregular, aumento da temperatura corporal, convulsões e até mesmo a #Morte.

Publicidade
Publicidade

2. Cebola

A cebola e todos os membros da sua família, como a cebolinha, também são tóxicos para cães. Neles são encontrados os thiosulfates, que em excesso podem danificar as células vermelhas fazendo com que os #Animais fiquem fracos. E em casos mais graves pode ser necessário até fazer transfusão sanguínea.

3. Nozes de macadâmia

Esta é uma das mais recentes descobertas, ela é portadora de uma toxina ainda desconhecida que pode afetar os músculos, o sistema digestivo e o sistema nervoso dos cães, levando até a paralisia.

4. Alho

Jamais dê alimentos temperados com alho para o seu cão, apesar de saudável para os seres humanos o alho destrói as células vermelhas do sangue dos cães. Apesar do efeito só aparecer após uns dias, os cães ficam cansados e relutantes em se mexer. A cor da urina pode ficar desde laranja e até vermelha escura, podendo necessário uma transfusão sanguínea.

Publicidade

5. Uvas

Pode parecer inofensiva e deliciosa, porém apenas 6 (seis) uvas são suficientes para causar uma insuficiência renal aguda. Não se sabe ao certo qual o componente da uva responsável por essa toxicidade, mas além da falência renal aguda, podem provocar vômitos, diarreia e cansaço. A falência renal pode levar à morte do animal ao fim de três ou quatro dias.

Sei que você pode está pensando "ah, meu cachorro já comeu isso e não teve nada!", que bom, porém você não sabe até quando ele vai ter essa sorte. Alguns animais são mais sensíveis que os outros, e com isso as chances desses problemas ocorrerem são diferentes para cada indivíduo. Não arrisque, pois a qualidade de vida do seu cãozinho depende de você.

Procure sempre saber a existências de alimentos que podem fazer mal para seu amigo, pois informação nunca é demais.