A velha frase do escritor inglês William Shakespeare, que diz haver mais mistérios entre o céu e a Terra do que supõe nossa vã filosofia, representa com fidelidade um acontecimento recente na Zâmbia – situado na África Ocidental.

No início do mês, clientes de um shopping localizado na cidade de Kitwe, foram surpreendidos com a bizarra manifestação de uma figura humanoide de grandes proporções. Ela apareceu entre as nuvens e gerou comoção nas testemunhas.

Embora casos de pareidolia – quando pessoas enxergam rostos em imagens abstratas – sejam frequentemente relacionados às nuvens, o humanoide flagrado na Zâmbia nitidamente se difere do ambiente ao redor.

Publicidade
Publicidade

Na foto, é possível notar a suposta criatura composta por cabeça, tronco, braços e uma espécie de veste longa, em destaque acima do estabelecimento.

A gigantesca aparição, com tamanho estimado de 100 metros, parece ter um corpo sólido e escuro, semelhante as assombrações (veja abaixo).

Segundo notícias da imprensa africana, o monstrengo permaneceu visível durante 30 minutos, antes de desaparecer.

Tempo suficiente para impressionar os habitantes do município. Enquanto alguns avaliam a figura como sendo Deus, outros interpretam o suposto humanoide como algo maléfico.

"Ficamos chocados ao ver imagens que pareciam um humano nas nuvens por cerca de 30 minutos, alguns começaram a adorar, mas outros fugiram, foi tão estranho", revela uma testemunha anônima ao periódico Buzz Nigeria.

Publicidade

No Youtube, usuários suscitam teorias conspiratórias para explicar a imagem.

O internauta Barbi Button, por exemplo, culpa o hipotético projeto Blue Beam – baseado em holografia e controle da mente – pelo efeito visualizado no céu de Kitwe.

Já, Erick Carranza2 julga as supostas trilhas químicas de fumaças (chemtrails) como causadores do fenômeno.

Ideia que é corroborada pela internauta Deanna Harrison18. Na avaliação dela, governos têm “colocado coisas no céu há anos” (veja os posts abaixo).

Apesar do acontecimento viralizar na internet e ser divulgado em jornais africanos, britânicos e norte-americanos, a possibilidade de uma simples miragem não deve ser descartada.

Na sequência, assista a um vídeo sobre a ocorrência.

#Mídia #Curiosidades #Viral