O #Preconceito é um dos principais problemas sociais na atualidade. Como maneira de combater esse problema, uma das medidas que tem se mostrado efetivas são campanhas publicitárias. Frequentemente, são lançadas propagandas que nos fazem refletir como é nossa reação diante de pessoas que são culturalmente diferentes de nós. A campanha “Tzafar” conseguiu destaque mundial ao abordar tal assunto. Segundo alguns sites de notícias, o vídeo é originário da Grécia e rodou por todo o mundo. A postagem dele foi feita há alguns anos, todavia, não deixa de ser um assunto atual, levando em conta que preconceito é um tema que sempre está em pauta.

No início do vídeo aparece um rapaz, sozinho, sentado em uma recepção de um consultório médico. Em seguida, chega um casal com sua filha pequena, e se senta bem do lado do rapaz. Pelas características físicas do jovem ele parecia ser um estrangeiro, talvez de origem árabe ou muçulmana. Assim que a mãe viu a filha havia sentada ao lado do rapaz foi logo tratando de tirá-la. “Sente aqui, meu amor”, disse a mãe exigindo que a filha trocasse de lugar. Vendo que não havia mais nenhuma cadeira disponível, o marido se propôs a ficar de pé para que ninguém tivesse que se sentar perto do jovem. A todo instante, a família olhava para o rapaz, julgando-o somente pelo fato dele estar ali.

Alguns instantes se passaram e a recepcionista pediu para a família entrar. Porém, para a surpresa deles, o médico também pediu para o rapaz entrasse também. “Entre, senhor Economou. E você também.”, apontou para o rapaz. “O médico pediu para todos entrarem.”, completou a secretária.

Assim que a família entrou tiveram uma grande surpresa. O médico elogiou a criança e disse que, aparentemente, ela estava bem melhor do que antes da cirurgia. Em seguida, o médico se levantou e apresentou para a família o rapaz que estava na sala. “Deixa eu apresentar para vocês Tzafar. Ele é o doador de medula óssea de Anna (filha do casal).", disse.

Com poucos minutos de vídeo foi dado um recado muito extrema importância para os internautas. “Somos todos iguais”.

Assista ao vídeo e deixe sua opinião a respeito.

#Redes Sociais