Uma estátua com cerca de 8 metros de altura descoberta no início de março no Egito está causando polêmica. Inicialmente ela foi identificada como a representação do faraó Ramsés II, um dos governantes mais proeminentes do Egito antigo. Mas, após uma análise minuciosa, as autoridades do Cairo voltaram atrás e disseram acreditar que a estátua representa o Faraó Psamatik I, o primeiro da vigésima sexta dinastia.

A estátua está sendo considerada como a maior descoberta relativa ao período do Império Tardio, penúltima fase do Egito Antigo, entre 740 a. C a 360 a.C.

Os dois faraós viveram em épocas bem diferentes. Ramsés II, mais conhecido, reinou há mais de três mil anos, entre os anos de 1279 a 1213 Antes de Cristo.

Publicidade
Publicidade

Ele expandiu o império egípcio até a Síria e o leste da Núbia (Sudão do Norte).

Confusão entre arqueólogos

O que confunde as autoridades egípcias é o fato de que a cabeça da estátua foi encontrada no meio da lama e prédios inacabados em frente às ruínas do templo de Ramsés II, no Cairo.

Os arqueólogos deixaram de acreditar que a estátua pertence a Ramsés II depois que encontraram uma inscrição em hieróglifo na parte traseira da estátua. Era um dos cinco nomes de Psamatik I – Nebaa. Nenhuma inscrição havia sido encontrada quando a cabeça quebrada e o tronco foram descobertos pela primeira vez.

A estátua foi encontrada por uma equipe de arqueólogos egípcios e alemães no meio da lama Já está sendo considerada um dos mais importantes achados do mundo.

As autoridades pretendem revitalizar o turismo no Egito. por isso está dando incentivos a pesquisadores de todo o mundo para novas descobertas arqueológicas capazes de reacender o interesse do público pela #História antiga do país.

Publicidade

O #Turismo egípcio sofreu queda por conta dos conflitos no país que culminaram com a queda de Hosni Mubarack da presidência do país, em 2011. O atual governo acredita que, encontrando novos novas evidências arqueológicas sobre a história do Egito, o desejo mundial de visitar o país seja reacendido.

Museu egípcio

Previsto para ser inaugurado em maio de 2018, o Grande Museu Egípcio está sendo construído para abrigar as novas descobertas arqueológicas no solo do país. Será a mais nova atração turística do país. #Curiosidade