O pequeno Jax Rosebush, de 5 anos, queria pregar uma peça em sua professora na escola. Jax pediu para mãe que o levasse à barbearia para que ele pudesse raspar o cabelo, e assim, ficar igualzinho ao seu melhor amigo, Reddy; desta forma, a professora não poderia diferenciá-los.

A postagem no #Facebook na qual a mãe de Jax, Lydia Stith, relata o desejo do filho já conta com mais de 139 mil curtidas e quase 77 mil compartilhamentos, além de muitos comentários carinhosos e emocionados. O motivo? Jax é um garoto branco, e seu melhor amigo, Reddy, é negro.

''Hoje cedo, Jax e eu estávamos falando sobre seu cabelo rebelde, e eu disse a ele que eu o levaria para cortá-lo no final de semana.

Publicidade
Publicidade

Ele me disse que gostaria de raspá-lo, para ficar igual ao seu amigo Reddy, e que mal podia esperar para chegar à escola na semana seguinte com o cabelo igual ao de Reddy, para pregar uma peça em sua professora, que não conseguiria distinguir os dois. Para ele, seria muito engraçado fazer a professora confundir os dois usando o mesmo corte de cabelo que o amigo.'', postou Lydia, no Facebook, neste sábado (26).

''Esta é uma foto de Jax e Reddy'', escreveu ela, ''Estou certa de que todos vocês percebem a semelhança entre eles. Se isso não é uma prova que ódio e preconceito são coisas que nos são ensinadas, eu não sei o que é. A única diferença que meu filho enxerga entre ele e seu melhor amigo é o corte de cabelo.''

Veja abaixo a publicação da mãe de Jax na rede social:

Os dois garotos estudam em Kentucky, nos Estados Unidos.

Publicidade

Um emissora de TV, a ''Wave-TV'', que ficou sabendo da história pelo Facebook, acompanhou o pequeno Jax e seu amigo Reddy à barbearia, onde ele raspou os cabelos, como era seu desejo. Ao final do corte de cabelos, Reddy afirmou: ''Jax sou eu, e eu sou o Jax!!''

Esta é, como sabiamente disse a mãe de Jax, uma prova de que o racismo e todas as outras formas de preconceito são coisas as quais fomos ensinados a acreditar e a reproduzir, e que, assim como na mente pura de uma criança, a cor da pele jamais devia nos tornar diferentes uns dos outros. #crianças #2017