Uma mãe desesperada emitiu uma súplica para que seu filho que luta contra um câncer no pênis, tenha a permissão para deixar o hospital e que ele possa morrer na sua própria casa, cercado pela família.

Paul Humphrey, de 37 anos, passou 30 semanas no hospital lutando contra o câncer, mas o problema é que o paciente, que se encontra em estado terminal, pesa aproximadamente 270 Kg e, de acordo com o hospital, o retorno a casa seria impraticável. Paul foi informado que a casa da família é pequena demais parar acomodar seu tamanho e todos os equipamentos que são necessários para mantê-lo vivo.

Agora sua mãe devastada faz um apelo emocionada para que exista alguma maneira de trazer seu filho para casa para que ele possa passar o resto de sua vida com seus entes queridos.

Publicidade
Publicidade

Linda, a mãe do rapaz, disse que tudo o que ela quer é que seu filho morra em paz em casa. Ela inclusive já pediu ajuda em departamentos habitacionais para que alguém possa fazer uma sala móvel onde caberia o filho e todo equipamento que ele precisa.

A mãe de Paul disse que o filho já sofreu demais com essa grave doença, inclusive, ele já perdeu as partes genitais em uma cirurgia para a retirada de um tumor. “Eu só gostaria que meu pobre filho em casa antes de morrer, eu não sei quanto tempo de vida ele ainda tem, mas o pouco que ele tem é muito precioso e não quero que ele morra no hospital”, conta a mãe. Linda ressalta que Paul sempre foi um rapaz bem grande e que sempre valorizou ficar perto dos familiares, e que não seria justo com o filho morrer em um leito frio de um hospital, onde a visita é programada.

Publicidade

Paul foi para o hospital em outubro do ano passado, depois de sua saúde deteriorar bastante, ele teve uma infecção na perna que o fez perder mobilidade, após a realização de uma biopsia a pedido de um médico, foi constatado o câncer no pênis e rapidamente seus genitais foram removidos para a retirada de tumores.

Linda disse que está fazendo o que qualquer mãe faria. “É uma coisa instintiva para uma mãe querer o bem do próprio filho. Quero que ele esteja em casa, estou com o meu coração completamente partido”, concluiu. #obesidade #câncer pênis #Paul e Linda