A primeira relação íntima, por si só, é um grande momento de descoberta. A emoção e todos os mistérios que cercam esse grandioso acontecimento costumam vir acompanhados pelo medo de ser descoberta, ver a mudança que acontece no corpo e o risco de não consegui guardar um momento tão pessoal quanto esse.

Com certeza, muitas mulheres têm receios quando o assunto em pauta é a sua primeira relação íntima. A ginecologista e obstetra Carolina Mocarzel explica o que são mitos e verdades a respeito da #Primeira vez, Confira:

Seios

A ginecologista explica que, de acordo com o senso comum, os seios aumentam depois que a garota tem sua primeira relação íntima.

Publicidade
Publicidade

Porém, ela afirma que o aumento dos seios de uma mulher depende exclusivamente da produção do hormônio feminino, chamado estrogênio, que, ao contrário do que se pensa, age durante a puberdade e não tem relação com a primeira vez da garota.

Peso

Um outro mito muito difundido por aí é o que relaciona o aumento de peso com a primeira vez de uma garota. Ela ressaltou, que essas mudanças são efeitos do estilo de vida da mulher e não existe relação alguma com a experiência sexual que ela viveu. A ginecologista ainda conta que o uso de contraceptivos hormonais também não tem relação alguma com o ganho de peso.

Alguma coisa muda?

A única coisa que muda no #corpo da mulher é algo relacionado ao hímen, que se rompeu. A não ser isso, não existe absolutamente mais nada que mude na mulher pelo simples fato dela ter passado por sua primeira experiência sexual.

Publicidade

Entretanto, a ginecologista e obstetra recomendou orientação médica. Carolina Mocarzel diz que todas as mulheres precisam procurar um ginecologista depois de sua primeira relação íntima para que faça a coleta do exame preventivo e também para que, dessa forma, elas recebam orientação profissional em relação ao uso de métodos que impedem a gravidez e previnem doenças sexualmente transmissíveis.

Ela também afirma que a orientação médica é algo de extrema importância e não deve ser substituída por nada. #virgindade