Quando te perguntam qual o refrigerante mais famoso do mundo, o que vem a sua cabeça? Provavelmente #coca-cola. Isso se deve ao fato de que, desde que foi patenteada como um medicamento, no século XIX, e vendida como refrigerante, no século XX, até hoje a bebida se espalhou por cerca de 200 países ao redor do mundo e conta com mais de 1,8 bilhão de doses de bebidas da empresa Coca-Cola consumidas diariamente.

De fato o refrigerante é o mais famoso do mundo, mas isso não o livra de algumas polêmicas envolvendo seu nome. Ao contrário disso, a fama faz com que as polêmicas aumentem cada vez mais. Há algum tempo, foi encontrado um rato dentro de uma garrafa do refrigerante.

Publicidade
Publicidade

Há ainda outras polêmicas que envolvem o nome Coca-Cola, como, por exemplo, a quantidade muito grande de açucares e as consequências que isso traz ao organismo.

Recentemente mais uma discussão acerca da marca foi formada. Desta vez o que a moveu foi o fato de ter sido encontrado fezes humanas em um lote de latas da bebida, na Irlanda. As autoridades foram convocadas após denúncias de que as embalagens estavam contaminadas.

Uma investigação minuciosa está sendo conduzida pela Coca-Cola e pelo Serviço de Polícia da Irlanda do Norte, mas não se sabe ainda como as fezes foram parar nas embalagens.

Muitos boatos se espalharam pela fábrica e alguns funcionários dizem saber o que aconteceu. Um deles contou que as latas, que sempre chegam do Reino Unido, dessa vez vieram da Alemanha, e que eles suspeitam que imigrantes que pegaram carona no caminhão foram os responsáveis pelas fezes nas embalagens.

Publicidade

É importante deixar claro que a policia não fez nenhuma colocação acerca deste boato.

As maquinas da indústria ficaram paradas por cerca de 15 horas, até que tudo fosse devidamente higienizado.

A empresa declarou que:

“O problema foi identificado imediatamente através dos nossos procedimentos de qualidade e todo o produto afetado foi imediatamente apreendido. Este é um incidente isolado e não afeta qualquer produto atualmente à venda.” #Polêmica