Quando escutamos a palavra psicopata, logo imaginamos um assassino cruel e sanguinário, porém, nem todo mundo que mata é um psicopata, e nem todos psicopatas adoram sangue, como muitos de nós imaginamos.

Para que isso não fosse confundido, o psiquiatra norte-americano Michael Stone, professor da Universidade de Columbia, acredita que existe um “índice da maldade” que passa a classificar 22 personalidades, revelando desde a maldade mais branda até a mais cruel.

Seu estudo repercutiu de forma rápida e serviu de inspiração até para a criação de uma série de sucesso exibida no “Discovery Channel”, com o nome de “O Índice da Maldade”.

Publicidade
Publicidade

Acompanhe e veja:

1° grupo: não psicopata

Nível 1: Defesa

Não apresenta nenhum tipo de desordem psiquiátrica, porém, não mede esforços para chegar onde deseja e, se for necessário, elimina alguém que lhe atrapalha.

Nível 2: Passional

São pessoas altamente motivadas pelo ciúme. Costumam apresentar um grande nível de imaturidade e egoísmo, mas não demostram psicopatia.

Nível 3: Cúmplices voluntários

São antissociais. Eles se apegam somente a uma pessoa, e passam a ser cúmplices de atitudes cruéis somente para manter a amizade.

Nível 4: Provocar e se defender

Eles provocam até serem agredidos, depois matam usando a autodefesa como motivo para o seu comportamento.

Nível 5: Trauma e desespero

Podem se tornar más diante de situações de desesperos ou por traumas do passado. Costumam apresentar remorso depois do ato errado.

Publicidade

Nível 6: Raiva

São pessoas impulsivas, em um momento de raiva podem se tornar altamente maldosos.

Nível 7: Narcisistas

Não apresentam sinais de psicopatia, porém, quando se sentem ameaçados não medem esforços para sair dessa situação.

Nível 8: Mágoas

Elas podem apresentar explosões de raiva, a ponto de recorrer à vingança com alto nível de maldade.

Nível 9: amantes ciumentos

São pessoas que costumam ser motivadas pelo ciúme, e, por isso, carregam alguns sinais de psicopatia.

2° grupo: psicopatas

Nível 10: Egoístas

Testemunhas sãos futuras vítimas. Eles não pensam duas vezes para eliminar “pedras em seu caminho”.

Nível 11: Não escolher

Eles não escolhem as suas vítimas, e, por isso, costumam agir com quem insiste em lhe ameaçar.

Nível 12: Poder

Eles almejam o poder, e, por isso, não vão desistir até chegar ao topo do que desejam.

Nível 13: Bizarros

São violentos quando furiosos, porém, em momentos rotineiros, eles se mostram pessoas normais e tranquilas.

Nível 14: Cruéis

São calculistas e passam a planejar os seus crimes nos mínimos detalhes, principalmente para se beneficiar.

Publicidade

Nível 15: Estragos em série

São pessoas com um grande índice de maldade, não se importando em atingir um grande número de pessoas.

Nível 16: Diversos

Procuram praticar suas violências em série, tentando atingir um maior número de pessoas possível.

Nível 17: Perversos sexuais

Procuram satisfazer os seus desejos carnais mais secretos, como matar as suas vítimas para que seus crimes sexuais não sejam descobertos.

Nível 18: Torturador

Antes de matar, eles sentem prazer em torturar as suas vítimas.

Nível 19: Estuprador e torturador

Demonstram prazer em estuprar e depois torturar, mas preferem não matar as suas vítimas.

Nível 20: Torturador psicótico

Apreciam o sofrimento, e sentem prazer em ouvir gritos de dor de suas vítimas.

Nível 21: sádicos

Preferem não matar suas vítimas, porém, torturam até notar o limite da pessoa. Eles não sentem piedade, e nem remorso.

Nível 22: Assassinos cruéis

São pessoas motivadas pelo seu desejo sexual, normalmente torturam e depois matam as suas vítimas. #Curiosidades