Um dos maiores sonhos da maioria das mulheres é ser mãe, mas isso não foi a realidade dos pais de Jono Lancaster. Ele foi abandonado pelo pai e pela mãe logo ao nascer. Tudo porque ele nasceu com uma síndrome rara, que o deixou com a aparência "estranha". Ele foi rejeitado pois os seus pais o achavam "feio". Os pais de Jono não o quiseram, mas um milionário sim. Mesmo sabendo que o então garotinho tinha a Síndrome de Treacher Collins, que deforma o rosto, o bom homem cheio da grana quis cuidar daquela criança. De acordo com uma reportagem do site espanhol 'Famílias', Jono foi largado logo após o parto.

Os médicos explicaram para mãe dele que o rosto do menino não era normal.

Publicidade
Publicidade

Ela não quis nem fazer questão de ver o menino, o liberando para a adoção. O pai fez o mesmo, esquivando-se do que achava ser um grande problema. O destino do garoto "feio" parecia sombrio. Mesmo com os corações partidos, os profissionais de saúde que atenderam a ocorrência, tiveram que levar o menino para um orfanato. Não foi fácil crescer daquele jeito. Jono revela que tinha problemas ao olhar ao espelho e que desejava diariamente ser outra pessoa.

No entanto, apenas 36 horas após o seu nascimento, ele teve um episódio de sorte. Um homem, que ajudava o orfanato a existir com doações, ao andar pelo local, viu o garoto e a partir dali tudo mudaria. O homem sentiu um amor estranho, uma conexão sem explicação e decidiu conversar com seus cuidadores. O homem terminou a conversa questionando se poderia levar o bebê consigo, pois queria que ele fosse o seu filho.

Publicidade

Assim, pouco tempo depois Jono deixou o orfanato e foi viver com o homem.

O milionário, segundo Jono, foi um excelente pai. Ele o educou e deu valores. No entanto, um dia aquele bom homem faleceu e deixou toda sua herança para Jono, que hoje tem 30 anos de idade. Jono então decidiu investir o dinheiro em outras crianças que nasceram com o mesmo problema que ele. Hoje ele namora uma linda mulher, que diz estar feliz por estar ao lado da maior beleza do mundo, o amor. #Curiosidade