O próprio nome já dá uma pista, objeto de uso pessoal. Às vezes, pode parecer inevitável #compartilhar esses itens com familiares e amigos. Mas saiba que, mesmo assim, você corre riscos de contrair #Doenças.

E, em muitas das vezes, esse compartilhamento tem origem num puro e simples comodismo das pessoas. Preguiça de ir comprar um item na farmácia, ou se locomover até em casa para buscar o item esquecido.

O risco é todo seu, mas você deve conferir essa lista com 8 #Objetos que jamais poderiam ser compartilhados. O risco vai de uma simples micose a doenças venéreas graves.

Lâminas de barbear

Lâminas são objetos cortantes que volta e meia se envolvem com sangue de quem usou.

Publicidade
Publicidade

Assim pode ser um vetor de doenças que são transmitidas por fluidos corporais, incluindo as doenças venéreas. Além disso, entre as lâminas pode haver cultura de bactérias. Então, evite.

Toalhas

Toalhas são itens extremamente propícios para a cultura de microrganismos como fungos. Elas costumam ficar molhadas e assim permanecem por muito tempo.

Alguns organismos desenvolvem uma resistência natural a uma série de vírus, bactérias e até fungos. Dessa forma, numa toalha usada por uma pessoa, pode haver microrganismos que não fazem mal à saúde dessa pessoa, mas vão fazer a sua.

Buchas de banho

Pelo mesmo motivo das toalhas. As buchas de banho são itens de higiene pessoal e, portanto, devem ser de uso restrito.

Desodorantes roll-on

Você sabia que o mau cheiro nas axilas vem de microrganismos que vivem nessa região? Algumas pessoas têm mais e outras menos.

Publicidade

E quando você compartilha um desodorante de outra pessoa, toda a carga de fungos e bactérias pode passar para você. Então evite!

Protetores labiais e batons

Os lábios são membranas muito finas que podem permitir a passagem de bactérias e vírus para a corrente sanguínea. Por isso, não é uma boa ideia compartilhar batom ou protetores labiais. Você pode contrair por exemplo, herpes bucal.

Escovas de dentes

Primeiro, que não parece muito saudável, compartilhar sua escova. Nem com o namorado, nem com o marido, quanto mais com amigos. Segundo, que nem o melhor enxaguante bucal retira 100% dos germes da boca. E a sua boca, é um dos lugares de seu corpo que mais existem germes. Então, jamais faça isso.

Fones de ouvido

Os fones de ouvido, talvez de todos os objetos até agora, é o mais compartilhado. Então pare agora. Ele fica diretamente em contato com a cera de ouvido, que é uma secreção corporal para eliminar detritos corporais, pele morta, gordura entre outras substâncias. Inclusive transmitir germes de uma pessoa para outra. Quer se arriscar?

Alicates de unha

Sempre que for a um salão de belezas, ou vá fazer a unha em casa, tenha o seu alicate. Ele pode entrar em contato com sangue de outras pessoas e ser um vetor de contágio de doenças como a hepatite. Evite.