Em meados da década de 1990, mais exatamente em 31 de março de 1997, o programa direcionado para o público infantil chamado de Teletubbies fez sua estreia. Com ele veio uma grande bagagem de tendências coloridas para a TV, quando o assunto é atrair a criançada. Deve-se lembrar que o programa contava com um ar de estranheza também.

Apesar de aparecer pela rede de TV BBC em 1997, os personagens super carismáticos e engraçados de outro planeta só começaram a aparecer e serem transmitidos no Brasil em 1999. A estreia no Brasil foi no programa chamado “Angel Mix”, no qual toda uma geração de brasileiros começou a conhecer e acompanhar Tinky-Winky, Dipsy, La-la e Po.

Publicidade
Publicidade

No total, os capítulos somam a quantidade de 387, tendo sido exibidos durante 4 anos. Após tanto tempo desde a estreia, como será que os atores que usavam as fantasias para dar vida aos personagens estão e por onde eles andam?

Tinky-Winky

O personagem Tink-Winky, que era um ET roxo, foi interpretado por dois atores. O boneco foi considerado o que mais apresentava características femininas.

Essas características apareceram graças ao lado mais solto do ator Dave Thompson que, após a carreira na TV, continuou sua luta nos palcos usando o stand up comedy e também dançando em um grupo de dança. Esse grupo era formado por outros homens, que apresentavam o show totalmente nus, cobrindo as partes intimas apenas com balões. Foi daí que veio o nome do grupo, Naked Baloon Dance.

O segundo ator que participou do programa infantil para interpretar o Tinky-Winky foi Simon Shelton.

Publicidade

Simon já era dançarino e relata que o que mais o chateou foi a quantidade de vezes que as pessoas perguntavam se o ETzinho roxo era mesmo homossexual. O ator falou sobre esse questionamento, respondendo que isso é uma tolice, já que se trata de um show para crianças muito novas, que não ligam para esse tipo de assunto.

Dipsy

Outro ator que foi para o mundo do stand up comedy, após sair do seriado Teletubbies, é John Smith. Analisando sua carreira, pode-se ver que ele não está nada mal, dominando muito bem o stand up.

Segundo um boato que circulou por muito tempo, ele não gostava da reputação deixada pelo seu papel em Teletubbies. Mas, quando questionado atualmente, John diz que adorava e sempre tenta mostrar que isso é verdade.

Laa-Laa

A também dançarina que interpretava a Laa-Laa, Nikky Smedly, teve uma continuação de carreira diferente dos colegas citados anteriormente.

Publicidade

Ela continuou participando de shows de TV. Mas, dessa vez, sem aparecer, apenas fazendo as coreografias para crianças em programas infantis.

Ela já tinha experiência com crianças antes dos Teletubbies e, após sair da série, continuou no mesmo ramo de programas infantis.

Po

Já o ETzinho que era considerado o irmão mais novo da criançada, ou o caçulinha do programa - o Po -, foi interpretado por Pui Fan Lee, que já era atriz antes da série.

Igualmente à colega que interpretou Laa-Laa, Pui continuou na TV, mas não nos bastidores. Ela se tornou apresentadora de um programa para crianças, na própria BBC: o famoso programa de TV “Show me show me”.

Sol

O personagem mais fofo do programa, mas também um dos participantes artísticos mais desconhecidos, é a Jess Smith, que doou o seu rosto para fazer o Sol. Logicamente, ela não pode falar como foi sua vida durante as filmagens, já que era apenas uma bebezinha.

O que Jess informa, quando dá entrevistas, é o que os seus pais contaram para ela. Ela diz que eles estavam no hospital levando-a para fazer exames, quando um produtor do programa estava lá também. Devido a sua reação alegre, o produtor logo se encantou e achou que ela seria ideal para o papel. O cachê que os pais ganharam para a filha fazer o papel foi de 250 libras - nada mal para alguém que poderia ficar famoso apenas por ser um bebê fofo.

#nostalgia #Televisão #Curiosidades